Márquez lidera testa com Hernández a estrear-se na Pramac

test misano motogp
Segunda, 16 Setembro 2013

Marc Márquez foi o mais lesto no teste pós-corrida de segunda-feira no Misano World Circuit Marco Simoncelli. O líder do campeonato passo para a frente de Jorge Lorenzo a um minuto do final, enquanto a Suzuki deu continuidade ao programa de trabalho antes do regresso ao MotoGP™ e Yonny Hernández estreou-se com as cores da Ignite Pramac Racing.

 

O dia de testes deu aos presentes a oportunidade perfeita para corrigirem o que correu mal durante o fim-de-semana do Grande Prémio de São Marino, assim como para experimentarem novos e melhorados componentes para o resto da época e também para 2014. Para registo, a última volta de Márquez em 1m33,264s superou Lorenzo para segundo por dois décimos, com Valentino Rossi a fechar o Top 3 com a segunda máquina da Yamaha Factory Racing.
 
Para a Repsol Honda Team o programa desenvolveu-se à volta de uma evolução da moto não decorada usada pela primeira vez no teste de Aragão, após o GP da Catalunha em meados de Junho; foi a primeira vez que essa versão em particular foi usada já que Casey Stoner não pôde rodar com ela no ensaio de Motegi devido às conduções climatéricas. Márquez e Dani Pedrosa também trabalharam com a moto actual, concentrando-se num novo braço oscilante e amortecedores traseiros.
 
Enquanto a Yamaha Factory Racing trabalhou numa configuração de motor para 2014, a Monster Yamaha Tech3 trabalhou em melhorias em travagem para Cal Crutchlow – cuja confiança foi afectada ao longo do fim-de-semana – e em novos componentes de suspensão para Bradley Smith, que se debateu com problemas de equilíbrio e para encontrar a melhor posição de pilotagem. Eles acabaram o dia em quarto e 11º, respectivamente.
 
A Suzuki deu continuidade ao plano habitual em termos de tarefas dos pilotos, com Randy de Puniet a ser o piloto principal da sessão ao lado de Nobuatsu Aoki. Antes do regresso da marca ao Campeonato do Mundo em 2015, rodar em Misano deverá revelar-se uma grande ajuda para recolha de dados de nova pista numa tentativa de definir o desenvolvimento do chassis a melhor nível; a marca continua a testar com o software de ECU Mitsubishi, mas está a trabalhar com o sistema da Magneti Marelli na sede. A Suzuki vai continuar a testar sozinha em Misano na terça e quarta-feira.
 
Houve novos desafios para Yonny Hernández, com o colombiano a rodar agora pela Pramac Racing Team para substituir o lesionado Ben Spies. Ele usou o teste como oportunidade de adaptação á moto antes da corrida de Aragão no próximo fim-de-semana, enquanto o companheiro de equipa Andrea Iannone avaliou os discos Brembo e componentes mais pequenos e testando afinações. A Ducati Team, com Nicky Hayden e Andrea Dovizioso, também trabalhou nos travões, olhando depois para o desenvolvimento de software e afinações de embraiagem. Michele Pirro voltou a rodar com a formação de testes da marca, partilhando a moto com Franco Battaini para analisar o motor de 2014 e novo software com o objectivo de partilhar as impressões com os engenheiros que vão continuar o trabalho de desenvolvimento da máquina do próximo ano.
 
Álvaro Bautista (GO&FUN Honda Gresini) ficou entre os cinco primeiros do ensaio e concentrou-se nos garfos frontais da Showa e nos travões Nissan. Atrás dele ficaram Pedrosa e Stefan Bradl; o piloto da LCR Honda MotoGP trabalhou no mapeamento e geometria da moto, incluindo modificações na suspensão. Na Avintia Blusens Héctor Barberá voltou ao trabalho com novo motor de válvula pneumática, isto depois de ter sentido vibrações na corrida de domingo, enquanto o colega de equipa Hiroshi Aoyama começou o dia com o motor mais convencional e que teve falhas nos livres de sexta-feira.
 
A tabela de tempos foi completada por Michele Magnoni, actualmente a competir no campeonato de Superstock 1000. O italiano rodou com a Came IodaRacing Project de Lukas Pesek e deverá tornar-se no piloto de reserva da formação, enquanto o compatriota Claudio Corti testou o upgrade de software da ECU Magneti Marelli na NGM Mobile Forward Racing; componente que também foi avaliado por Michael Laverty, que esteve muito ocupado a fazer comparações entre a moto construída pela própria PBM w a ART até agora usada por Hernández.
TAGS San Marino

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™