Conversas de Pós-Época: Lin Jarvis

A Post-season Catch-up: Lin Jarvis
Segunda, 2 Dezembro 2013

A Yamaha perdeu os campeonatos de Pilotos e Construtores de 2013 por pouco. Antes da paragem de Inverno o Director da Yamaha Factory Racing Lin Jarvis partilhou o seu optimismo antes das nova campanha de 2014.

Qual é veredicto final do Lin Jarvis sobre 2013?
No final, tivemos um bom resultado. Não ganhámos o campeonato no final do ano, o que foi azar, mas só o perdemos por quatro pontos. Honestamente, foi uma grande época e estamos muito contentes com o resultado.
 
É claro que preferimos ser os primeiros, mas o segundo lugar com tão boa prestação é muito bom. Ao longo de todo o ano vencemos nove Grandes Prémios; oito pelo Jorge e um pelo Valentino, em Assen, que voltou aos sucessos com a Yamaha. Estamos particularmente contentes com o final de época porque vencemos cinco das últimas sete corridas.
 
Por isso, vemos a época como bem sucedida. Não foi fácil; começámos com uma dobradinha na primeira corrida e depois caímos um pouco, seguindo-se as lesões do Jorge a meio da época, em Assen, e depois em Sachsenring. Esse foi o verdadeiro ponto de viragem da temporada e, desde então, o Jorge lutou para anular a diferença de pontos dando o seu máximo.
 
Em termos de prestação da moto, ganhámos o mesmo número de Grandes Prémios da Honda, pelo que diria que estamos ao mesmo nível. Finalmente, o (Marc) Márquez fez uma época de estreia brilhante, como todos viram, pelo que este ano não conseguimos o título, mas vamos voltar no próximo ano.
 
No teste pós-corrida de Valência vimos grandes alterações para o Valentino Rossi…
É claro, uma das maiores alterações para o Valentino foi ele ter começado logo a trabalhar com o seu novo Chefe de Equipa. Infelizmente, dissemos adeus ao Jeremy (Burgess) no final da última corrida, no domingo, mas demos as boas-vindas ao seu substituto, o Silvano Galbusera, na manhã de segunda-feira. Isto será parte da estratégia do Valentino para melhorar o seu desafio no próximo ano.
 
E quanto ao programa de testes em si?
Não posso dizer o que estamos a testar [sorrisos], mas estamos a testar muitas coisas diferentes: chassis, electrónica, motor. Basicamente, temos aqui (no teste pós-época em Valência) a moto de 2014. Depois deste ensaio vamos para o trabalho de Inverno com todos os dados, fazer modificações e voltar em Sepang, no início de Fevereiro do próximo ano. Depois temos três Testes Oficiais antes da primeira corrida da época no Qatar, que no próximo ano será mais cedo que o habitual.
 
Ainda estamos nos primeiros dia de 2014. Há já metas traçadas pra o Jorge Lorenzo e para o Valentino Rossi?

Não estão já totalmente definidas. Vai voltar a ser uma dura luta. Na minha opinião, será a Honda contra a Yamaha outra vez e o Márquez contra o Lorenzo, outra vez. Só temos de estar no topo da nossa forma e ter os pilotos saudáveis, totalmente motivados.
 
Com a moto temos de melhorar todas as áreas porque sabemos que os nossos rivais  vão fazer o mesmo. Honestamente, (mal acaba a época) precisamos de descansar, [sorrisos] porque o final da temporada foi muito duro. Penso que a proibição de testes de 1 de Dezembro a 31 de Janeiro é uma boa ideia porque obriga todos a descansar, recuperar e desfrutar o Inverno, além de planear as estratégias e melhoramentos. Vamos tentar olhar para todas as áreas para ver o que podemos fazer melhor e evitar erros. Vamos lá estar.

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™