Antonio Jimenez sobre os novos pneus de 2014

Terça, 11 Fevereiro 2014

Uma das tarefas do teste de MotoGP™ da semana passada na Malásia foi avaliar os novos pneus fornecidos pela Bridgestone antes do arranque da época de 2014. Antonio Jimenez, Chefe de Equipa de Álvaro Bautista na GO&FUN Honda Gresini explica o desafio.

Bautista pode muito bem ter terminado o trabalho em 11º, mas não se tratou apenas de apresentar tempos rápidos, já que houve muito que fazer nos bastidores.
 
“No primeiro dia de testes, depois de tomarmos contacto com a nova RC213V, começámos a trabalhar na afinação da suspensão Showa a partir da boa base que encontrámos no final da época passada,” começa por explicar Jimenez.
 
“No segundo dia a situação tornou-se mais complicada porque começámos a usar o novo pneu traseiro da Bridgestone para 2014; é mesmo diferente dos usados em 2013. O novo pneumático tem uma estrutura mais rígida, desenhada para fazer frente às severas exigências do MotoGP™ e também às alta temperaturas.”
 
“Infelizmente, neste primeiro teste do ano tivemos – todos os pilotos tiveram – apenas três novos pneus traseiros disponíveis. Tivemos de começar do zero em busca da melhor afinação para explorar o potencial destas borrachas e para nós este importante trabalho requer algum tempo porque – sendo nós os únicos a usar suspensão Showa – não podemos contar com outras referências. Contudo, no próximo testes vamos usar apenas pneus de especificação 2014, pelo que nos vamos concentrar neste aspecto e estou convicto que podemos fazer bom trabalho.”
 
No ano passado Bautista não logrou o pódio, isto depois de na temporada anterior ter terminado entre os três primeiros nos Grandes Prémios de São Marino e do Japão. Contudo, Jimenez acredita que o seu piloto poderá levar a cabo temporada positiva.
 
“Vimos alguns bons tempos por volta, conseguidos de manhã quando a pista estava nas melhores condições,” continua o Chefe de Equipa. “Neste caso não fomos muito rápidos, mas estamos satisfeitos. “
 
“O Álvaro foi rápido com pneus usados e isto é importante para a distância da corrida. É claro que temos de melhorar para a qualificação, mas temos tempo para o fazer.”
 
Este ano a formação de Fausto Gresini conta, uma vez mais, com programa duplo; Bautista corre com uma Honda RC213V Opção Fábrica, enquanto o novo colega de equipa Scott Redding está aos comandos de uma Honda RCV1000R sob os regulamentos Open.

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™