Mike Di Meglio e Avintia Racing juntos em 2014

Sexta, 3 Janeiro 2014

A Avintia Racing e o piloto gaulês Mike Di Meglio chegaram a acordo para fazer correr o Campeão do Mundo de 125cc de 2008 ao lado de Héctor Barberá no MotoGP, em 2014. Di Meglio já se estreou com a FTR-Kawasaki da formação espanhola no primeiro teste da temporada de 2014 levado a cabo no Circuito da Comunidade Valenciana Ricardo Tormo mal terminou o Mundial, isto além de ter também trabalhado com a Avintia Racing no último ensaio de Novembro. O próximo teste de Inverno de MotoGP terá lugar em Fevereiro, no circuito malaio de Sepang.

Mike Di Meglio (Toulouse, França, 17 de de Janeiro de 1988) conta com cinco vitórias em Grandes Prémios e um total de 13 pódios no seu palmarés, bem como o já referido ceptro Mundial de 125cc de 2008, época após a qual deu o salto para as 250cc e depois para a Moto2™. Di Meglio sofreu uma lesão no final de Agosto durante o Grande Prémio da República Checa que o levou a perder toda a segunda metade da última campanha. Praticamente recuperado da dupla fractura do sacro contraída em Brno, aquele que será o único francês no MotoGP em 2014 regressou às pistas com o protótipo da Avintia Racing, uma moto que sofrerá importantes alterações quando a época for reatada. Com Di Meglio a Avintia Racing encontrou uma combinação de juventude com larga experiência.
 
Mike Di Meglio: “Estou muito contente com a oportunidade de me estrear no MotoGP, e tenho de agradecer à Avintia Racing por isto. Já tinha testado a moto em Brno, no ano passado, e a verdade é que quando voltei a montar a FTR em Valência notei que a moto tinha sofrido importante evolução. Isto faz-me estar muito optimista com o que podemos conseguir na próxima temporada. Ainda tenho muito que evoluir em termos de pilotagem, bem como da moto também. Conto com grande estrutura a apoiar-me e uma equipa muito profissional. Para mim esta é uma dupla aventura: por um lado por poder lutar com os maiores, por outro por fazer parte de um projecto emocionante para o qual teremos de trabalhar muito e com muita paixão. A minha ideia é progredir o mais depressa possível para me aproximar do meu colega de equipa ao longo do ano e, em geral, de todos os que vão ser a referência na categoria Open. Mas por enquanto vou ter de me concentrar em mim. Este ano foi duro, com uma lesão complicada da qual já estou recuperado quase a 100%. Essa complicação faz com que esteja ainda com mais ganas para a minha primeira temporada na categoria rainha.”

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™