Pilotos animados com regresso do MotoGP™ à Europa

Collective excitement for riders as MotoGP™ hits Europe
Quinta, 1 Maio 2014

A primeira corrida de 2014 na Europa tem lugar este fim‑de‑semana e a conferência de imprensa de pré-evento viu os pilotos de MotoGP™ Marc Márquez, Dani Pedrosa, Valentino Rossi, Jorge Lorenzo e Cal Crutchlow contaram com a companhia do líder da Moto2™, Tito Rabat.

Antecipando o que deverá ser um emocionante Grande Prémio bwin de Espanha, o Campeão do Mundo de MotoGP™ e líder da geral, Márquez, espera que os rivais estejam em boa forma e que lhe ofereçam forte luta naquele que será o seu 100º GP.
 
Ele afirmou: “Será um fim‑de‑semana especial, com o meu 100º Grande Prémio perante os fãs da casa e num circuito onde nunca ganhei. Sei que o Dani, o Jorge e o Valentino rodam bem aqui e penso que estarão todos fortes.”
 
Do outro lado da box da Repsol Honda, Pedrosa está também pronto para mais um GP cheio de adrenalina num palco onde é um dos favoritos.
 
“Estará muito quente aqui e a atmosfera é sempre fantástica no dia da corrida,” notou Pedrosa. “Tenho bom recorde aqui e espero dar-lhe continuidade. “Fiz bom início de época e quero manter a forma perante o meu público.”
 
Enquanto isso, o piloto mais bem sucedido em Jerez, Rossi, está apostado em voltar ao pódio em Espanha depois de o ter falhado nas duas últimas rondas.
 
Rossi conta com seis vitórias na categoria rainha na pista andaluza e está desejoso por começar o trabalho na sexta-feira. Ele disse: “Tinha bom potencial em Austin e na Argentina e devia ter terminado no pódio, mas tive azar e alguns outros factores acabaram por me impedir, pelo que tenho de acertar as coisas este fim‑de‑semana. Já voámos muito este ano, pelo que agora temos uma série de corridas na Europa para desfrutar.”
 
O seu colega de equipa na Movistar Yamaha MotoGP, Lorenzo, está também perante um marco neste fim‑de‑semana. Lorenzo faz 27 anos este domingo e vai levar a cabo o seu 200º GP.
 
A vitória seria a prenda de aniversário ideal, como o próprio reconhece: “Os 200 Grandes Prémios surgiram muito depressa, com boas e más recordações. Agora estamos a lutar pelo MotoGP ao mais alto nível. Saí da Argentina mais satisfeito e optimista, mas ainda queremos ser melhores e espero que sejamos capazes de o fazer nesta corrida.”
 
Representando a Ducati mais uma vez neste fim‑de‑semana, isto depois de ter falhado a Argentino devido a lesão num dedo contraída em Austin, o britânico Crutchlow afirmou: “É muito bom estar de volta. Foi estranho ficar em casa a ver a corrida na televisão. Quando estava a ver estava certo que podia ter ganho! A lesão foi uma das mais dolorosas da minha carreira e temos de ver qual a minha forma física após FP2. Penso que tenho força suficiente para travar como deve ser, mas não quero ser um perigo para mim, nem para os outros.”
 
O último a falar foi o candidato ao ceptro da Moto2™, Rabat, que conta com 70 pontos na frente da classificação de um máximo possível de 75 até ao momento. Ele comentou: “Ainda é cedo e há muitas corridas pela frente. Tenho alguns rivais fortes na Moto2, pelo que não posso descansar. Sabemos que o ambiente estará muito bom este fim‑de‑semana porque há sempre muito gente e quero desfrutar disso.”
 
Os pilotos deram também as suas reacções sobre as notícias da saída da Bridgestone do papel de Fornecedor Oficial de Pneus de MotoGP™ no final de 2015, com Márquez a comentar: “Estou surpreso porque têm tido muito sucesso e os pneus têm melhorado ao longo dos anos. A Bridgestone levou tempo a chegar ao nível a que está.”
 
Rossi acrescentou: “Estou triste com isto porque penso que os pneus Bridgestone estão a um grande nível. Se os pneus mudarem o desporto também vai mudar. As motos e os estilos de pilotagem vão ter de se adaptar. É difícil ter um pneu que funcione bem com todas as motos.”
 
Crutchlow disse: “A realidade é que, seja quem for que venha, os pilotos vão pedir sempre mais. Uma coisa que pediria eram intermédios para condições mistas. Penso que a Bridgestone tem feito um grande trabalho. O pneu é única coisa que nos mantém em contacto com o solo e todas as motos reagem de forma diferente.”
 
No início do dia os pilotos de MotoGP™ Hiroshi Aoyama e Danilo Petrucci contaram com a companhia do trio da Moto2™ Xavier Simeon, Luis Salom e Jordi Torres e da piloto habitual da Moto3™ Ana Carrasco, bem como da wild card Maria Herrera numa visita às caves de Jerez.
 
O Grande Prémio bwin de Espanha tem início na sexta-feira com a primeira sessão de livres a partir das 09h00 locais (GMT +2), com as máquinas da Moto3™ a serem as primeiras em pista.
TAGS Spain

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™