Base para trabalhar para Hayden e Aoyama

Segunda, 24 Março 2014

Após os resultados dos testes de pré-época e uma batalha em crescente com a nova maquinaria desde a quinta posição, os pilotos da Drive M7 Aspar, Nicky Hayden e Hiroshi Aoyama, não ficaram desapontados com os oitavo e 11º lugares em Losail.

O americano e antigo Campeonato do Mundo Hayden regressou à Honda após vários anos afastado da marca nipónica e apesar de ter perdido o sétimo posto para o estreante Scott Redding em cima da meta não deixou de tirar os aspectos positivos da estreia com a Aspar e a Honda RCV1000R.
 
Ultrapassando o desafio de Pol Espargó antes de lutar com Redding nos momentos finais, Hayden reflectiu: “Tivemos de alterar o nosso procedimento de partida e não foi fácil, havia pilotos em todo o lado, mas consegui encontrar melhor ritmo que no teste e treinos que fizemos aqui, rodando de forma constante no segundo 56. Tentei tudo para me manter com o Pol Espargaró andes dele parar, mas no final já tinha desgastado muito a lateral esquerda do pneu e alarguei a trajectória.”
 
“Isso acabou com a minha luta com o Scott Redding; ultrapassámo-nos várias vezes e ele levou a melhor na linha de meta. Alguns pilotos caíram, mas chegámos ao final e somei oito pontos. Tivemos grande ritmo no início da corrida, agora temos de trabalhar na segunda parte e tentar melhorar com o que aprendemos aqui. Quero agradecer à equipa, à Honda e patrocinadores por todos os esforços. Agora temos de olhar para a frente, para a próxima corrida.”
 
Aoyama tirou partido de um grande passo em frente com a afinação no sábado para terminar em 11º e somar cinco importantes pontos após batalha com Yonny Hernández ao longo de toda a prova.
 
O nipónico afirmou: “Foi uma corrida dura porque com o progredir da noite as temperaturas baixaram e as sensações com os pneus pioraram, motivo pelo qual houve tantas quedas. Pessoalmente, escolhi a opção mais macia de pneus e foi difícil adaptar o meu ritmo de acordo com a temperatura, mas entrei numa luta com o Hernández e aspar do ritmo ser melhor que o dele, não consegui isolar-me.”
 
“Se não me tivesse envolvido com ele talvez tivesse terminado melhor classificado, mas de todas as formas estou contente porque foi um fim-de-semana duro e a equipa fez um grande trabalho. Encontrámos boa afinação no sábado e isso deu frutos na corrida com o 11º lugar.”

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™