Cinco minutos com Sam Lowes

Moto2™ oferecido por
Segunda, 26 Maio 2014

Sam Lowes impressionou desde que entrou para o Campeonato do Mundo de Moto2™ como Campeão do Mundo de Supersport. Apesar de ser o único representante da Speed Up, o estreante inglês terminou dentro dos dez primeiros em três das primeiras quatro corridas que terminou. Ele reservou cinco minutos para conversar com o motogp.com.

Sam, vieste para o Campeonato do Mundo como Campeão do Mundo de Supersport, ao invés do tradicional caminho desde a Moto3™. Pensaste muito nisso na altura?
Claro. Tem sido uma grande curva de aprendizagem para mim. Se tivesse estado na Moto3™ tinha ajudado, mas também me ajudou vir como Campeão do Mundo de Supersport. Pensei nisso, mas não me atrasou!
 
Que diferenças encontraste, não apenas na adaptação à moto, mas também às lutas da Moto2™?
É claramente um estilo de pilotagem e de lutar diferente – as primeiras voltas são muito agressivas! Estou a adorar. Agora tenho de melhorar um pouco, mas demos grandes primeiros passos e já estou muito acostumado a tudo.
 
Enquanto piloto de fábrica Speed Up já recebeste o novo chassis? O que se espera que seja melhor em comparação com o anterior?
Estamos a usar o novo chassis, mas agora esperamos alguns melhoramentos. Estamos sempre a trocar coisas. Pode dizer-se que estou sob grande pressão para desenvolver material, mas vindo da Supersport também posso dar uma direcção diferente. Com o novo chassis queremos mais aderência traseira e tentar fazer a moto virar melhor, mas na Moto2™ tudo tem a ver com pequenas alterações – nada de maior. Normalmente é isso que se tem de fazer para se dar um passo. Estou à espera de receber o novo banco, que deverá tornar as coisas mais confortáveis. Não tem a ver com o tempo por volta, mas apenas com mais conforto e, por isso, mais confiança; sento-me mais alto na moto e isso deverá ajudar na travagem à entrada em curva e com a distribuição de peso no seu todo.
 
Desde a tua primeira corrida tens estado na luta na primeira metade do pelotão. Correste até ao sexto posto desde a quinta posição da grelha no Qatar e agora terminaste nos dez primeiros em três das cinco corridas já disputadas. Algum segredo?
Sinto que também podia ter sido bem melhor. Para ser honesto, na América creio que podia ter terminado em sexto ou sétimo não tivesse sido atirado ao chão na primeira curva – é onde estamos neste momento. Estamos a ficar mais perto da frente, mas os nossos preparativos são sempre os mesmo. Por isso, não, não há segredos; trata-se apenas de afinar bem as coisas. Não estamos longe; só precisamos de mais confiança e isso surge com o tempo.
 
Falando francamente, surpreendeste-te a ti próprio com as tuas prestações?
Vim para aqui com muita confiança do ano passado. Não tinha cá estado antes, mas não vim só para fazer número. Estou contente com a forma como as coisas estão a correr, mas não quero apenas terminar corridas… quero estar mais perto dos cinco primeiros e lutar pelo pódio.
 
Podes explicar a recente alteração da decoração de laranja vivo para rosa vivo?!
Patrocinadores! É uma empresa italiana de acessórios para telefones. Temos alguns bons parceiros de longo prazo e patrocinadores e vamos continuar a alterar a decoração esta temporada.
TAGS 2014

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
MotoGP VIP VILLAGE™