Comissão de Grandes Prémios discute redução de custos na Moto3™

GP Comission to reduce the costs in Moto3
Segunda, 16 Dezembro 2013

Após uma reunião da Comissão de Grandes Prémio realizada no dia 10 de Dezembro, em Madrid, foi decidido explicar os preços máximo por motor, chassis e componentes adicionais a serem aplicados a partir de 2015.

Durante a reunião, um dos objectivos era manter a filosofia de parâmetros de consistência da Moto™ em relação a custos na categoria desenhada para promover talentos e futuros pilotos a competirem em nível de igualdade. O encontrou contou com representantes da Honda, KTM e Mahindra – os três construtores da classe de Moto™ – para partilharem opiniões e chegarem a conclusões em conjunto.
 
“Os construtores concordaram nos termos económicos e técnicos, todos em linha com custos mais baixos,” explicou Carmelo Ezpeleta, CEO da Dorna Sports. “As regras para 2014 já estão em vigor, pelo que estamos a falar de regras para 2015. Haverá uma série de preços máximos para chassis e componentes de motores e para uma série de regras comerciais para que, no Verão de 2014 e já de olhos em 2015, cada equipa tenha o direito de decidir com que fabricante [de chassis] vão colaborar na época seguinte (com uma lista de preços de componentes já disponível).”
 
Foi já acordado que os preços estabelecidos para os chassis serão de 85.000€ (incluindo uma evolução anual) e de 60.000€ por piloto por ano em termos de motor (não incluindo caixa de velocidades).
 
“Precisamos de uma classe mais barata para os jovens pilotos e novos equipamentos no campeonato,” acrescentou Ignacio Verneda, Director Executivo para o Desporto da FIM. “Também necessitarmos de ter um sistema claro para os campeonatos nacionais, que são a base que temos em funcionamento para o progresso para o Campeonato do Mundo.”
 
Aos olhos de Herve Poncharal, Presidente da IRTA, a presença dos representantes dos construtores na terça-feira vai ajudar a chegar a acordo num modelo para os próximos anos.
 
“Acredito que todos os directores das equipas na categoria vão ficar muito contentes com a forma como a Moto3™ está a progredir,” começou Poncharal. “As grelhas estão cheias e as corridas são muito competitivas – praticamente qualquer piloto tem a possibilidade de vencer. No caso da Moto3™, penso que as próximas duas ou três épocas vão ser ainda mais excitantes e vão permitir aos líderes das equipas olharem para o futuro com confiança.”
 
Durante a reunião geral da Comissão de Grandes Prémios foram também acordados vários outros pontos; um deles diz respeito aos pontos de penalização serão agora aplicados durante um ano; isto significa, por exemplo, que um piloto que receba um ponto de penalização durante a época de 2014 continuará com esse ponto registado na sua licença desportiva durante 365 dias.
 
Foram também aprovadas mais algumas actualização relacionadas com o reatar de corridas interrompidas, procedimentos de protestos e política de wild cards.
 
Para ler na íntegra o Comunicado de Imprensa da FIA sobre a reunião da Comissão de Grandes Prémios, carregue aqui.
TAGS 2014

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™