Pol Espargaró inicia recuperação de operação à clavícula

Pol Espargaro leaves the hospital
Terça, 11 Março 2014

O piloto da Monster Yamaha Tech3, Pol Espargaró, teve alta do hospital Universitário Quirón Dexeus, em Barcelona, depois da operação a que foi submetido na segunda-feira.

Ele disse ao motogp.com que vai trabalhar o mais que pode para estar na melhor forma possível para o início da época.
 
Espargaró foi operado pelo especialista Dr. Xavier Mir na segunda-feira depois de regressar do Qatar ao início do dia e passou a noite no hospital até terça-feira de manhã. O Dr. Mir levou a cabo mais exames hoje e deu depois alta ao piloto.
 
Após ter fracturado a clavícula esquerda na noite de domingo num acidente sofrido no teste do Qatar, Espargaró tem agora de levar a cabo fisioterapia para recuperar da operação e preparar-se para o Commercial Bank Grande Prémio do Catar, que tem início no próximo dia 20 de Março (quinta-feira). O Campeão do Mundo de Moto2™ espera estrear-se no MotoGP apesar da lesão, mas sabe que tem difícil tarefa pela frente.
 
“A clavícula estava pior do que pensavam, mas o Dr. Mir disse que a operação correu bem e com a placa no osso agora preciso de algum trabalho de reabilitação para estar pronto para o Qatar,” comentou o piloto. “Quero começar a reabilitação já e sei que não será fácil porque aconteceu tudo muito depressa, mas estou optimista. Não sei se estarei a 100% para a primeira corrida, mas vou fazer por estar o melhor possível.”
 
As suas sólidas prestações nos testes só lhe deveram servir de motivação. Ele acrescentou: “Rodei bem e senti-me bem. O ritmo foi bom e consegui uma boa volta rápida. Passo a passo está a chegar lá com a moto. Isto é um contratempo, mas estou a pensar nos pontos positivos do teste.”
 
Enquanto isso, o Dr. Mir deu mais alguns detalhes sobre a operação: “O procedimento correu bem. O Pol teve uma fractura de gari três da clavícula esquerda, que ficou algo deslocada. Ele já tinha tido duas fracturas nessa clavícula que não tinham sido operadas, o que levou a malformações no osso. Reduzimos a fractura e colocámos uma placa na área lesionada do osso. É uma placa de titânio curvada para se adaptar ao osso, fixada com seis parafusos.”
 
O médico acrescentou que a forma física do piloto para a primeira jornada ainda não pode ser avaliada. “Neste momento é difícil dizer o quão apto estará,” comentou Mir. “Há muitos factores a ter em conta. Losail tem muitas direitas e isso ajuda porque é a clavícula esquerda que está lesionada. Não creio que esteja a 100%, mas penso que nos vai surpreender e conseguir um bom resultado.”

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
MotoGP VIP VILLAGE™