Lutar por vitórias: o bom momento da Mahindra

Quarta, 2 Abril 2014

A Mahindra Racing falhou por pouco o pódio na abertura da época da Moto3™, no Qatar. Contudo, o Director Executivo Mufaddal Choonia acredita que a época de 2014 pode ser palco de várias vitórias…

Foi claramente um sólido início de 2014 para a Mahindra…
Sim, falhámos o pódio por pouco. Foi um início positivo. Vimos duas Mahindra nos pontos; uma delas uma moto cliente, com o Brad Binder, da Ambrogio Racing, e a outra a do Miguel (Oliveira), que falhou o pódio por quase nada… Ele ficou muito perto. O que foi particularmente encorajador foi a diferença entre o Miguel e o vencedor Jack Miller (0,295s). A moto esteve competitiva e muito consistente. Foi muito bom para nós.
 
Foi ironia o piloto que roubou o pódio ao Miguel Oliveira ter sido o colega de equipa do ano passado: Efrén Vázquez.
Sim, muito irónico! Mas as corridas são assim e agora o Efrén pode desfrutar do seu pódio.
 
A Mahindra tem o segundo maior conjunto de motos de qualquer construtor na grelha da Moto3™, com duas máquinas de fábrica e mais seis motos cliente. O que é que isso diz da aposta da companhia nos Grandes Prémios?
Somos humildes em relação a isso. É algo que é fantástico para a Mahindra e muito bom para a Índia enquanto país, tanto em temos de competição, como de engenharia. É um país que nunca está muito representado no MotoGP™, pelo que para um construtor como nós, chegarmos aqui e criarmos alguma credibilidade é muito bom para o MotoGP™ como desporto. Todo um novo grupo de fãs está agora interessado no MotoGP™. Temos perto de um milhão de seguidores no Facebook, o terceiro maior número para qualquer equipa de motociclismo no mundo – isto para não falar das que estão no MotoGP™.
 
Com o evoluir da época, que tipo de diferença deveremos esperar entre as Mahindra de fábrica e as de cliente? Estão as motos cliente a receber novas actualizações de forma regular?
O intervalo vai variar um pouco, mas esperamos que seja o mais curto possível. Fornecemos o mesmo pacote a todos os clientes, algo em que trabalhámos durante muito tempo e que conhecemos muito, muito bem. Vai levar algum tempo até que as equipas clientes o conheçam, e têm de recuperar algum terreno, mas acreditamos que se vão dar bem. Têm muito bom apoio do pessoal que trabalha com eles e todo o apoio necessário da fábrica, pelo que espero que pelo menos um piloto de cada uma das equipas clientes possa apanhar os pilotos de fábrica.
 
Em termos de actualizações para as motos cliente: sim, serão muito regulares. No que toca ao chassis, estamos a trabalhar com muito rigor na aerodinâmica e esperamos introduzir alguns melhoramentos durante o Verão europeu. Estamos a fazer muitas análises de toda a circulação de ar na moto. Não posso dizer exactamente quando cada melhoramento vai ser apresentado, mas – tirando os motores – estamos a trabalhar arduamente nas melhorias e novo sistema de escape.
 
Com a equipa de fábrica em particular, e tendo em conta a prestação do Miguel Oliveira no Qatar, qual é a meta para este ano?
Espero que possamos olhar para o futuro. É claro que esta questão tem sempre a mesma resposta porque ninguém quer ficar em segundo. O que posso dizer é que vamos lutar pelo pódio em todas as corridas… e porquê apenas isso? Queremos lutar pelo triunfo em todas as jornadas, como todos os outros! Veremos onde vamos terminar. Esperamos algumas vitórias esta temporada – quanto mais cedo melhor!
TAGS 2014 Mahindra Racing

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™