Os números do Red Bull Grande Prémio das Américas

Quinta, 10 Abril 2014

Uma selecção de factos e números antes da segunda ronda do Campeonato do Mundo de MotoGP™ de 2014 no Circuito das Américas em Austin, Texas.

333 – O total combinado de vitórias em Grandes Prémios dos pilotos que alinharam à partida para a corrida de MotoGP no Qatar era de 333, um novo recorde para o maior agregado de triunfos em GPs para pilotos à partida de uma corrida. O anterior recorde era de 332 vitórias e remontava à grelha do Grande Prémio de Aragão de 2011.
 
262 – O segundo lugar de Valentino Rossi no Qatar estabeleceu novo recorde em termos de resultados nos pontos em corridas de Grandes Prémios, com 262; o anterior detentor do recorde era Loris Capirossi com 261 resultados no pódio em 22 anos de carreira nos Grandes Prémios.
 
250 – A vitória de Marc Márquez no Qatar foi a 250ª da Honda na categoria rainha dos Grandes Prémios. A Honda é o primeiro construtor a atingir a marca; a Yamaha é o segundo mais bem sucedido com 201 triunfos em Grandes Prémios da categoria rainha.
 
33 – Dominique Aegerter não terminou a corrida de Moto2™ no Qatar após 33 provas consecutivas nos pontos. Antes disto, a última corrida em que ficou a zeros foi quando terminou em 18º no primeiro evento de 2012, também no Qatar.
 
– No ano passado o melhor resultado de um piloto americano no primeiro Grande Prémio das Américas foi o nono lugar de Nicky Hayden.
 
8 – As últimas oito corridas de MotoGP nos EUA foram ganhas por pilotos Honda. A última vez que a vitória no MotoGP foi conquistada por um piloto não Honda foi em 2010 quando Jorge Lorenzo levou de vencida a jornada de Laguna Seca.
 
6 – No dia da corrida em Austin passam exactamente seis anos sobre o dia em que Jorge Lorenzo se estreou a ganhar no MotoGP, em Portugal em 2008; a sua terceira corrida na categoria rainha.
 
6 – O sexto lugar de Sam Lowes na corrida de Moto2 do Qatar foi o melhor resultado por parte de um estreante britânico na categoria intermédia em 40 anos, desde que Peter McKinley terminou em sexto na corrida de 250cc no Isle of Man TT de 1974
 
0,586 segundos – Os primeiros seis pilotos a cruzar a meta na corrida de Moto3™ do Qatar ficaram separados por 0,586s. Só por uma vez em 65 anos de história da Moto3/125cc (em corridas disputadas até ao final) se assistiu a seis pilotos a cruzarem a linha de meta por margem mais curta: foi na corrida italiana de 125cc de 2008, ganhar por Simone Corsi e com os seis primeiros a ficarem separados por 0,490s.
TAGS Americas

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
Paddock Girls MotoGP VIP VILLAGE™