Rossi fala do talento de Márquez e do momento de Lorenzo

Quarta, 21 Maio 2014

Valentino Rossi brincou e disse que gostava de ter conhecido Marc Márquez mais cedo na carreira, isto depois de ter testemunhado a fantástica forma pela qual o Campeão do Mundo de MotoGP™ está a passar. O sete vezes Campeão do Mundo da categoria rainha voltou a terminar em segundo, atrás do espanhol, na quinta jornada da época em Le Mans, França, no domingo passado.

Ao longo das cinco primeiras corridas de 2014 Rossi terminou em segundo, atrás de Márquez, por três vezes. Em Le Mans o piloto da Movistar Yamaha MotoGP liderou o pelotão até Márquez o passar devido a erro do italiano nos Blue Esses. Rossi falou depois de Márquez na conferência de imprensa pós-corrida.
 
“Estou numa situação em que quero claramente vencer, mas isso não é grande problema para mim,” começou Rossi. “No ano passado (e em especial há dois e três anos) tinha resultados muito piores, pelo que estou satisfeito com o meu trabalho.”
 
“Sabem… O Márquez está claramente a outro nível. Já compreendi isso no ano passado e disse ‘F*****!’ É difícil, devia ter lutado com ele quando tinha 22 anos! De todas as formas, é motivador porque o nível é muito elevado e se o queremos bater temos de dar mais de 100%.”
 
Rossi também disse algumas palavras sobre o colega de equipa Jorge Lorenzo, que – enquanto último Campeão do Mundo antes de Márquez – está agora a 80 pontos do piloto da Repsol Honda Team ao cabo de um quarto da campanha de 2014.
 
“Compreendo o Jorge,” continuou Rossi. “Pessoalmente, estou numa situação diferente. Para mim está no pódio atrás do Márquez é aceitável. Sei que posso tentar lutar com ele, mas estou mais tranquilo. Para o Jorge é diferente porque ele quer ganhar. No ano passado o Jorge fez umas corridas impressionantes: das melhores da carreira dele, isto apesar de não ter ganho o campeonato.”
 
“Este ano o Marc tem mais experiência e a Honda está tecnicamente um pouco melhor que a Yamaha, pelo que o Jorge está um pouco frustrado porque sabe que é quase impossível e ele não quer ser segundo – ele não está contente. Talvez por este motivo tenha problemas.”
 
O Campeonato do Mundo ruma agora a Mugello, em Itália, corrida caseiro para Rossi e não qual vai levar a cabo o 300º Grande Prémio da carreira desde que se estreou nas 125cc em 1996. Desde essa altura ele venceu já nove títulos Mundiais.

Fotos:

Abrir mais notícias

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
MotoGP VIP VILLAGE™