Márquez domina primeiro teste de Sepang

Sepang 1 Day 3 End of Day report
Quinta, 6 Fevereiro 2014

Repetindo a demonstração de força dos dois primeiros dias, Marc Márquez terminou o primeiro teste da pré-época de 2014 em Sepang à frente dos rivais graças ao tempo muito rápido que estabeleceu logo de manhã.

O Campeão do Mundo de MotoGP™ Márquez não perdeu tempo no último dia de ensaios na pista malaia, assinando um soberbo registo de 1m59,533s nas temperaturas mais frescas da manhã. A volta que marcou o ritmo foi marginalmente mais rápida que a anterior melhor marca de testes da pista assinada por Casey Stoner em 2012, também com um protótipo Honda e em 1m59,607s.
 
Márquez apresentou depois forte prestação numa simulação de corrida com 15 voltas consecutivas abaixo dos 2m01s.
 
O início da manhã pareceu-se mais com um treino de qualificação do que com um teste, com os pilotos da frente a lutarem entre si pela primeira posição da tabela de tempos.
 
O nove vezes Campeão do Mundo Valentino Rossi assinou a sua melhor marca em 1m59,727s, enquanto Jorge Lorenzo foi terceiro com 1m59,866s na sua segunda volta.
 
Tal como Márquez, ambos os pilotos da Yamaha Factory efectuaram depois tiradas longas que serviram para trabalhar a durabilidade dos pneus e consumo de combustível em preparação para os embates que vão ter pela frente este ano contra as máquinas Open – que contam com limite de 24 litros contra os 20 das Opção Fábrica.
 
Mostrando o potencial das novas motos Open esteve o consistente Aleix Espargaró, que assinou uma marca de 1m59,998s à sétima das 43 voltas que efectuou ao traçado de Sepang com a FTR-Yamaha da NGM Mobile Forward Racing. O mais velho dos irmãos Espargaró tem sido um dos motivos de conversa da semana e conseguiu rodar quase dois segundos mais rápido que o colega de equipa Colin Edwards, que terminou a sessão de hoje em 14º.
 
Stefan Bradl, da LCR Honda (+0.579), ficou perto de Espargaró, em quinto, isto apesar de ter caído na Curva 1 ao início do dia, a mesma em que fracturou o tornozelo no GP de Outubro, mas desta feita a voltar a montar a moto de imediato e a sair ileso.
 
Dani Pedrosa, da Repsol Honda, começou lento e também teve incursão por fora da pista ao início da manhã, mas depois passou mais para o topo da tabela terminando na sexta posição com 2m00,223s.
 
Quem apresentou bom registo foi Andrea Dovizioso, da Ducati Team (2m00m370s), terminando em sétimo. O italiano assinou um dos melhores tempos de sempre da Ducati nos testes de Sepang. Na verdade, Dovizioso melhorou a marca de quarta-feira em 0,776s e bateu o tempo do colega de equipa Cal Crutchlow em 0,7s, com o britânico a terminar em 12º.
 
Ambos os pilotos da Ducati esperam desenvolvimentos nas suas montadas para o segundo teste de Sepang no final deste mês.
 
Tal como o irmão mais velho Alexi, o estreante Pol Espargaró também impressionou ao terminar como melhor representante da Monster Yamaha Tech3, em oitavo e a 1,122s de Márquez.
 
O colega de equipa na Tech3, Bradley Smith, foi 11º, mas talvez não estivesse a apostar em tempos rápidos nesta quinta-feira e espera continuar a melhorar a sua competitividade se a equipa conseguir assegurar o acessos à caixa de velocidades seamless da Yamaha no início de 2014.
 
A lista dos dez primeiros contou ainda com Andrea Iannone (Pramac Racing) e com Álvaro Bautista (GO&FUN Honda Gresini), MBOA  pouco mais de um segundo do ritmo. Nicky Hayden, da Drive M7 Aspar, e Scott Redding, da GO&FUN Honda Gresini, foram 13º e 21º, respectivamente, e esperam ser mais rápidos com a RCV1000R antes do início da época.
 
O piloto da Suzuki Test Team, Randy de Puniet, também vai continuar a trabalhar ao longo do ano enquanto tenta reduzir a diferença para a frente com a máquina da Suzuki. Ele foi 17º.
 
A maioria dos pilotos parou para almoço pouco antes das 14 horas locais, altura de maior calor, enquanto as simulações de corrida foram o centro das atenções após a manhã. Os dados dessas tiradas longas são cruciais para cálculos de economia de combustível para as motos de Fábrica em particular porque têm menos um litro que no ano passado.
 
Os pilotos testaram também novo pneu Bridgestone – com construção semelhante à usada em Valência no teste de Novembro, com composto ligeiramente adaptado para responder ao calor de Sepang. O fabricante nipónico de pneus esperava assim recolher importantes dados para melhorar a prestação em 2014.
 
Os pilotos da categoria rainha voltam à acção no Circuito Internacional de Sepang para mais testes de 26 a 28 de Fevereiro, mas até lá veja aqui os resultados completos deste primeiro ensaio.
TAGS 2014

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
MotoGP VIP VILLAGE™