Bautista no topo no início do segundo teste de Sepang

Sepang2 Day1 report
Quarta, 26 Fevereiro 2014

O primeiro dia do segundo teste de pré-época de MotoGP™ no Circuito Internacional de Sepang começou com Álvaro Bautista, da GO&FUN Honda Gresini, a assinar o melhor tempo, com as condições da pista a mostrarem-se menos favoráveis que as verificadas no início do mês.

O melhor registo de Bautista, de 2m00,848s, foi 1,3s, mais lento que a marca estabelecida pelo Campeão do Mundo Marc Márquez no anterior ensaio de Sepang. É claro que Márquez está ausente deste teste na Malásia devido a lesão contraída em trino na semana passada.
 
O estado do piso foi descrito como sujo, escorregadio e com falta de aderência em comparação com a sessão de 4 a 6 de Fevereiro, tudo devido às recentes condições climatéricas.
 
Ainda assim, pilotos e equipas levaram a cabo importantes desenvolvimentos e recolha de dados nesta quarta-feira sob o intenso calor tropical, com Bautista a trabalhar muito com a traseira da moto da GO&FUN Honda Gresini. Ele quer incluir o novo Bridgestone traseiro duro no seu pacote, pelo que esta semana está a avaliar a configuração do amortecedor, braço oscilante e ligações.
 
Aleix Espargaró apresentou mais um dia sólido, a apenas 0,052s do compatriota Bautista, chegando mesmo a ocupar a primeira posição por várias vezes ao longo do dia. Espargaró e os demais pilotos da classe “Open” contam com pneu traseiro de especificação mais suave, pelo que depois de ter mostrado forte ritmo e todo o potencial da sua Forward Yamaha em tiradas curtas, o piloto de Barcelona está agora a preparar-se para correr.
 
A durabilidade e prestação do motor ao longo da distância de corrida será crucial para converter estes tempos rápidos dos testes em pontos para o Campeonato do Mundo assim que a época começar.
 
O irmão de Espargaró, Pol, também impressionou ao colocar a Monster Yamaha Tech3 no terceiro posto a 0,15s de Bautista. O jovem trabalhou na electrónica, testou diferentes tamanhos de roda e testou pequenos componentes do motor. O seu colega de equipa Bradley Smith foi nono.
 
Andrea Dovizioso, da Ducati Team, voltou a ser o representante mais rápido da marca italiana, concluindo a tarde em quarto depois de ter levado a cabo trabalho de desenvolvimento da GP14 a partir da afinação base encontrada na primeira visita a Sepang.
 
Dovizioso e o colega de equipa Cal Crutchlow – 11º hoje – estão a trabalhar na afinação geral e características do motor neste teste, enquanto a Ducati prevê definir se vai correr na classe “Open”, ou como “MSMA” em 2014; uma decisão que deverá surgir antes de deixarem a Malásia.
 
O bi-Campeão do Mundo de MotoGP™ Jorge Lorenzo terminou o dia em quinto, com a Yamaha Factory Racing a concentrar-se na melhoria da afinação com o novo pneu traseiro duro. A equipa acredita que o limite de 20 litros de combustível agora impostos às máquinas “MSMA” não causará problemas de consumo, como foi especulado, se bem que têm ainda de verificar esses dados neste teste após bons resultados no ensaio anterior.
 
Dani Pedrosa esteve algo apagado na última visita a Sepang e tem responsabilidade acrescida nesta semana, já que é o único representante da Repsol Honda em pista. Ele foi sexto, com a principal tarefa do teste a ser confirmar qual dos chassis funciona melhor para ele, isto com a evolução de 2014 da RC213V já bem avançada.
 
Valentino Rossi foi o segundo da geral na primeira visita a Sepang, este mês, mas terminou a quarta-feira em sétimo, continuando os preparativos para a 15ª época na categoria. Ele ficou a 0,5s da frente após um total de 65 voltas.
 
Stefan Bradl, da LCR Honda, completou o dia em oitavo, trabalhando na estabilidade em travagem através de modificações na suspensão, geometria e electrónica. O germânico tem ainda alguns pequenos componentes da HRC para testar na ausência de Márquez.
 
Andrea Iannone foi nono pela Pramac Ducati, enquanto o 15º posto ficou a cargo de Yonny Hernández (Energy T.I. Pramac Racing), que levou a cabo importante recolha de dados com o nosso software da Magneti Marelli.
 
A DRIVE M7 Aspar teve um dia misto, com o centro das atenções a ser a afinação da nova suspensão, não tivesse sido esta a primeira vez que testou de forma conveniente o pneu traseiro macia das “Open”. Nicky Hayden foi décimo e Hiroshi Aoyama 13º, com o azar a tocar-lhe à porta com queda ao início do dia.
 
O Team Suzuki MotoGP está de novo presente, com Randy de Puniet e Nobuatsu Aoki de serviço. De Puniet levou a cabo 73 voltas para o construtor que prevê regressar ao MotoGP em 2015.
 
Veja aqui os resultados completos do Teste de Sepang de MotoGP™.
TAGS 2014 Sepang Circuit

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
MotoGP VIP VILLAGE™