O apelido é Sheene e roda pela diversão

The surname is Sheene and he rides for fun
Terça, 15 Abril 2014

Barry Sheene foi um ídolo das corridas da década de 70 e o seu filho Freddie Sheene apareceu recentemente no FIM CEV Repsol – com o objectivo a ser apenas divertir-se!

Sheene Sr. foi bi-Campeão do Mundo, vencendo 23 Grandes Prémios e animando os adeptos de todo o mundo com a sua personalidade maior que a vida.
 
A herança é de facto grande, mas para o filho Freddie não se trata de tentar imitar o sucesso do pai. Sheene Jr. rodou em Jerez na primeira corrida do FIM CEV Repsol , mas ainda teve tempo para uma rápida conversa sobre a sua participação na corrida de Moto2™ com uma Yamaha.
 
Freddie, bem-vinco ao FIM CEV Repsol! É uma surpresa agradável ver-te aqui. O que te levou a competir este ano?
Comecei a fazer alguns track days na Inglaterra e conheci o Mark, o patrão da equipa. Ele deu-me a oportunidade de correr aqui e creio que optámos pelo FIM CEV Repsol porque ele já tinha corrido aqui com algumas motos no passado e o tempo é bom!
 
Referiste que na verdade tens muito pouca experiência de corridas…
Fiz a minha primeira corrida no ano passado, em Donington, e mais umas quantas este ano para obter a licença. Agora estou aqui a fazer o FIM CEV Repsol com o pessoal da Moto2.
 
Tens objectivos para as tuas corridas?
Tenho 26 anos, pelo que não tenho objectivos e não faço planos de progredir para um nível mais elevado que este. Quero apenas divertir-me e levar as coisas na calma. Para mim isso é tudo: divertir-me e andar de moto.
 
O que te levou a começar, com a idade que tens?
Quando era mais novo não estava ligado às motos e o meu pai não me pressionou para nada. Fui para o colégio interno quando era mais jovem, pelo que não cresci com motos. Mais tarde, quando tinha cerca de 20 anos, fui para Inglaterra. Muitos dos meus amigos corriam e comecei a ganhar muito ao ver o desporto. Depois, no ano passado, comecei a correr e gostei mesmo muito.
 
Quão difícil é correr quando ser é um Sheene?!
[Sorrisos] Não diria que é difícil! Há sempre olhos em nós, a verem e isso, mas não sinto pressão porque estou a fazê-lo pelos meus próprios motivos e a razão principal é divertir-me. As pessoas podem olhar de fora e pensarem que o estou a fazer porque penso que vou ser o próximo Barry Sheene, mas não vou. Sou realista e sei onde talvez possa acabar, mas de momento estou apenas a correr por gozo e para ver como é.
TAGS 2014

Vídeos:

Ver todos os vídeos deste evento

Últimas notícias

  • MotoGP™
  • Moto2™
  • Moto3™
Publicidade
MotoGP VIP VILLAGE™