Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Reacções dos pilotos Honda à Austrália

Reacções dos pilotos Honda à Austrália

Reacções dos pilotos Honda à Austrália

Colin Edwards – "Senti-me bem com a moto neste circuito, estou a aprender a cada dia que passa, o que me faz ser cada vez mais rápido. A Aprilia com que corri aqui no ano passado era muito boa, mas com os dados dos anos anteriores, com os conselhos do Fabrizio, chefe de engenheiros, e com os elementos recolhidos pelo Rossi e pelo Gibernau na corrida de 2003, a afinação da minha Honda estava muito boa quando fui para a pista. Definitivamente, as afinações são totalmente diferentes das de Sepang. É um traçado especial devido às muitas curvas para a esquerda, o que, em conjunto com o calor, exige muito dos Michelin. Contudo, creio que os pneus ainda têm muito para dar, trata-se de uma questão de reunir mais dados. Como já disse, sinto-me confiante, mas acho que ainda não atingi o limite. Tenho andando com alguma calma e penso que ainda há muito tempo a ganhar."

Sete Gibernau – "Phillip Island não é um dos meus circuitos preferidos, mesmo assim, fiz 80 voltas ao traçado onde testei, principalmente, os pneus dianteiros e traseiros da Michelin. Posso dizer que gostei da performance da moto com estes pneus e gostei da forma como rodei em Phillip Island. Ainda temos mais dois dias de testes pela frente, o que me leva a crer que vamos sair daqui em boa forma."

Max Biaggi – "Tentei tirar partido das afinações da minha moto, mas sei que ainda há lugar para melhoramentos. Focámo-nos no equilíbrio da moto, de forma a que esta se tornasse um pouco mais rápida a curvar. Ainda não está perfeita, por isso vou ter continuar a trabalhar nesse sentido amanhã. Vamos testar diferentes afinações e trabalhar em torno dos Michelin frontais de 16,5 polegadas. Além disso, ainda vamos tentar algumas alterações a nível da suspensão."

Nicky Hayden – "Focámo-nos principalmente nos pneus e fizemos muito trabalho para a Michelin. Não foi um dos melhores dias, pois parecia que estávamos a caminhar numa direcção e depois noutra, mas faz tudo parte do processo de testes. Amanhã queremos trabalhar nas afinações das motos. Não estou satisfeito com as actuais. Foi um dia limpo e ventoso. Foi bom estar numa pista diferente depois de duas sessões em Sepang. Ir para outro circuito e ver o que se pode aproveitar do anterior é como uma lufada de ar fresco."

Alex Barros – "Hoje não foi muito mau. Os tempos por volta estão mais próximos do melhor crono e estou a rodar de forma mais consistente. Continuamos a tentar encontrar as afinações para a moto, mas ainda não estão como queria. Ainda há muito a fazer. O principal problema são as curvas; sinto que a moto ainda não curva o suficiente, pelo que amanhã vamos testar afinações diferentes para a forquilha frontal e tamanhos de rodas. Conseguimos efectuar algumas voltas consecutivas – por vezes 12 – e o ombro parece estar bom. A cada dia que passa sinto-me mais confortável com a moto – quanto mais corro melhor a conheço."

Makoto Tamada – "Estou satisfeito com a rapidez com que conseguimos começar a trabalhar e com a forma como a nova moto se comporta, principalmente numa pista tão diferente da de Sepang. É um circuito rápido e com um ritmo muito característico, mas conseguimos uma rápida adaptação da RC211V ao traçado. Focámo-nos no desenvolvimento dos pneus, principalmente num número limitado de compostos e deixamos as preocupações com as condições climatéricas para a tarde. Nos próximos dias deveremos ser capazes de trabalhar mais aprofundadamente nas afinações da moto."

Tags:
MotoGP, 2003

Outras actualizações que o podem interessar ›