Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Kawasaki e Suzuki regressam aos testes em Phillip Island

Kawasaki e Suzuki regressam aos testes em Phillip Island

Kawasaki e Suzuki regressam aos testes em Phillip Island

Mal acabaram as intensas sessões de testes de MotoGP com a Honda, Ducati, Yamaha e Aprilia em Phillip Island na passada semana e já o circuito australiano está ao rubro com o roncar dos protótipos de quatro tempos de 990cc da Kawasaki e da Suzuki que esta segunda-feira voltaram ao trabalho de testes de pré época para continuarem os programas de desenvolvimento. O tempo ameno de Outono tornam este rápido e fluído circuito um local ideal para testar, mas a proximidade do mar pode causar problemas inesperados, como Shinya Nakano e Kenny Roberts descobriram hoje.

O piloto da Kawasaki, Nakano, e o homem da Suzuki, Roberts – que regressou aos comandos da GSV-R ao lado de Gregório Lavilla que continua a substituir o lesionado John Hopkins –, viram-se envolvidos em acidentes a alta velocidade com gaivotas que voavam baixo. Nenhum dos pilotos ficou lesionado, mas os incidentes quebraram o seu ritmo durante o resto do dia, particularmente no que respeita a Nakano que se viu forçado a encurtar três sessões durante a tarde. "As gaivotas são um problema aqui. Conseguimos vê-las a aproximarem-se, mas como vamos tão depressa não temos hipóteses de as evitar," explicou o piloto nipónico. "Tudo o que podemos fazer é escondermo-nos atrás do vidro e agarrarmo-nos à moto."

Nakano e o seu companheiro de equipa Alex Hofman, que aproveitou para descansar na Costa Dourada australiana desde os testes levados a cabo na Malásia, começaram o dia com as últimas afinações utilizadas em Sepang. Só depois passaram a trabalhar no melhoramento das afinações da geometria do chassis e da suspensão de forma a que a moto se adaptasse melhor às características da pista de Phillip Island. A dupla também aproveitou para avaliar vários mapas de injecção, desenhados com o propósito de tornar mais suave a entrega de potência do bolço ZX-RR de quatro cilindros em linha e 990cc.

"Phillip Island é um circuito rápido e muito divertido de conduzir. Gosto muito de testar e de correr aqui," continuou Nakano, que ao cabo de 78 voltas estabeleceu como melhor marca o tempo de 1m33,32s. "A aderência a altas velocidades é muito importante para conseguir bons tempos nesta pista, por isso dedicámo-nos a testar diferentes afinações de chassis para encontrarmos forma de melhorar a moto neste capítulo. E a verdade é que conseguimos resultados positivos. Amanhã vamos trabalhar na procura de boas afinações para a traseira da moto e isto, espero eu, levar-nos-à a mais melhorias em termos de aderência a alta velocidade. Este é o meu terceiro teste na Ninja ZX-RR e senti-me bastante mais confiante hoje."

Enquanto isso, Hofmann estabelceu como melhor marca o tempo de 1m33,56 ao cabo de 82 voltas e mostrou-se satisfeito com o primeiro dia de trabalho. "Começámos a trabalhar com as afinações de Sepang, mas já sabíamos que íamos ter de fazer algumas alterações para a moto poder trabalhar bem num circuito rápido como o de Phillip Island," comentou o alemão. "Assim que começámos a trabalhar com as afinações comecei a sentir algumas dificuldades com a traseira da moto. Não tinha confiança na aderência traseira. Mas ao final da tarde conseguimos progredir e isso deixa-me mais confiante para amanhã, já que com pneus novos poderemos continuar a melhorar nesta área."

*A Suzuki Racing não divulgou tempos.

Tags:
MotoGP, 2003, Kawasaki Racing Team

Outras actualizações que o podem interessar ›