Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Checa preparado para regressar à Austrália

Checa preparado para regressar à Austrália

Checa preparado para regressar à Austrália

Depois de uma temporada a correrem o mundo, muitos dos pilotos de MotoGP aproveitam o defeso para descansarem nos seus países de origem e para passarem o tempo livre com a família e amigos. Contudo, com a crescente importância dos testes de Inverno e a pressão para melhorar os resultados num dos mais competitivos Campeonatos do Mundo, férias são um luxo há muito esquecido por muitos dos pilotos e equipas de MotoGP.

Em apenas três semanas, Carlos checa esteve na Malásia e na Austrália para importantes sessões de testes, fez uma passagem relâmpago por casa, em Londres, antes de rumar a França para dar continuidade ao seu programa de treino físico. Até ao final desta semana o espanhol voltará a embarcar num avião rumo a Phillip Island para mais uma sessão de testes. Checa revelou a sua complicada agenda ao motogp.com antes de revelar as impressões sobre as alterações levadas a cabo na Yamaha desde a chegada de Valentino Rossi e os progressos desenvolvidos em conjunto nesta pré época.

"No final dos últimos testes em Phillip Island fiquei mais alguns dias na Austrália para a apresentação da Yamaha R1 em Eastern Creek," explicou Checa. "Depois rumei a Londres porque comprei uma nova casa na Parliament Square – bastante perto do Hyde Park e da praça de St. James, uma zona excelente para fazer jogging. É claro que tenho feito trabalho de ginásio também, mas além disso ainda consegui ir ao Sul de França, a Aix Les Termes, fazer ski com o meu preparador físico, Jaume. Na quinta-feira regresso a Melbourne onde penso visitar um salão automóvel e assistir à Fórmula 1 antes de começar o trabalho na próxima semana."

"As coisas mudaram muito na equipa. Logo a começar pelas cores e pelos patrocinadores. O Rossi trouxe consigo muitas pessoas novas para a equipa, bem como um orçamento maior. Isto acaba por contribuir para que a equipa esteja a um nível superior o que, sem dúvidas, é também uma grande vantagem para mim. É claro que as coisas estão a correr bem para o Rossi – ele adaptou-se bem e depressa à Yamaha e está a fazer bons tempos. Quanto mim, estou desejoso pela primeira corrida na África do Sul, é aí que se vai começar pontuar. Isto não quer dizer que o Rossi não está preparado – muito pelo contrário."

"Estou a trabalhar com o novo chassis e, para ser franco, ainda não me sinto confortável com ele – estamos a trabalhar no sentido de ficar mais a meu gosto. Também estou à espera do novo motor que deve chegar para o teste de Barcelona no final do mês. Levámos a cabo algumas alterações na moto durante os últimos testes e agora estamos à espera para ver os resultados na Austrália e na Catalunha" .

Checa admitu estar consciente dos tempos que Rossi está a estabelecer e do impacto que estão a ter junto da imprensa, mas não se mostrou preocupado. "O Rossi é o Campeão do Mundo, pelo que é lógico que estabeleça bons tempos. Estou a testar afinações diferentes para desenvolver a moto, como estão o Rossi e o Abe. Em Sepang e na Austrália trabalhámos com materiais novos, mas em Phillip Island tive mais problemas do que esperava e os meus tempos nao foram os melhores. Ainda falta cerca de um mês até ao início da temporada e o meu objectivo é estar ao melhor nível para a primeira corrida. Não estou preocupado com bons tempos, a importância deles é relativa. O compromisso que encontrámos até agora não é o melhor, mas não posso fazer muito contra isso. Creio que o próximo teste nos vai dar uma ideia mais concreta da nossa situação actual."

Muito se tem dito em relação às queixas de Rossi quanto à falta de potência da moto, mas Checa insiste que cada piloto tens as suas próprias exigências. "Não pedi mais potência – o que quero é distribuir o que temos da melhor forma possível e encontrar a forma melhorar a entrada em curva para que a frente não dite o comportamento da traseira. É característico da moto, mas é algo que tem de ser melhorado. Temos de dar um maior contacto com o solo à roda da frente".

Tags:
MotoGP, 2003, Carlos Checa

Outras actualizações que o podem interessar ›