Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Mattia Pasini é o trunfo de Cecchinello

Mattia Pasini é o trunfo de Cecchinello

O alinhamento de Lúcio Cecchinello para o Campeonato do Mundo de 125cc não é apenas uma mistura de joventude e experiência, mas, em alguns aspectos, um conjugar de perferomance garantida e aposta numa das mais promissoras estrelas da competição italiana. Roberto Locatelli, ex-Campeão do Mundo, é o trunfo da equipa, enquanto o wildcard é Mattia Pasini um jovem de Rimini com 18 anos que Cecchinllo foi buscar depois de analizar as folhas de telemetria de apenas duas corridas do Campeonato Espanhol do ano passado.

A surpreendente entrada para a lista de inscritos de 2004 já rodou com a Aprilia de fábrica ao lado de Locatelli em vários testes durante Inverno, mesmo assim continua a admitir que ainda lhe é difícil de acreditar. Estou a viver um sonho, comentou o jovem. É claro que é tudo diferente do Campeonato da Europa, mas assim que baixamos a viseira é tudo a mesma coisa. Não creio que as diferenças sejam muito grandes o motor é mais potente, mas é na ciclística que se sente mais. A tecnologia é muito mais avançada e complicada.

Contudo, o italiano revela não esperar que a superior tecnologia se mostre um entrave ao desenvolvimento. Fui sempre responsável pelas minhas afinações e considero-me competente nessa matéria., afirma. É certo que nos Grandes Prémios só temos três dias para encontrar a afinação correcta, mas creio que com os técnicos desta equipa seremos capazes de corrigir qualquer problema que surja.

Panisi herdou o gosto pela velocidade do seu pai, Luca, que venceu vários títulos nacionais e conquistou a placa número dois no Campeonato da Europa de Supersport. O que é que o meu disse quando consegui dar o salto para o Campeonato do Mundo? Ele disse: Querias a bicicleta, agora pedala! É claro que foi na brincadeira. Não são esses os conselhos que ele me dá, apesar de termos um ritual muito nosso cada vez que vou correr. Mas isso não quero explicar porque é uma pequena superstição.

O jovem promissory terá pela frente muitos circuitos exigentes e que não conhece, mas isso não o assuta: Na minha opinião, todos os circuitos de Grande Prémio são bonitos. Cada um à sua maneira. Entre os que não conheço estou muito curioso em relação ao de Brno. Quanto aos meus conhecidos, estou desejoso por regressar a Assen. Creio que é uma das melhores pistas no mundo.

Tags:
125cc, 2003, Mattia Pasini

Outras actualizações que o podem interessar ›