Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Johan Sitgefelt já se sente em casa com a Aprilia Germany

Johan Sitgefelt já se sente em casa com a Aprilia Germany

Johan Sitgefelt já se sente em casa com a Aprilia Germany

Johan Sitgefelt efectuou o primeiro teste com a equipa Aprilia Germany durante a passada semana no Circuito do Estoril e afirma que já se sente em casa depois de um ano com os italianos da Abruzzo. O sueco assinou finalmente para correr sob a direcção de Dieter Stappert e da sua experiente equipa técnica, o que acaba por representar a concretização de um objectivo de longa data e que contribui para a realização da segunda temporada consecutiva no Campeonato do Mundo de 250cc.

"Se calhar é algo característico do Norte da Europa, mas a verdade é que me senti muito bem com toda a equipa dez minutos após os ter conhecido no Estoril," explicou o piloto de 27 anos, que se estreou nos Grandes Prémios em 1997. "Há três anos que tentava correr com o Dieter, mas por uma razão ou por outra ainda não tinha sido possível. Felizmente desta feita correu tudo da melhor forma, consegui juntar os meus patrocinadores na semana passada e fechar o acordo. É o meu segundo ano com a Aprilia, pelo que vou poder continuar o trabalho que comecei no ano passado e que até se revelou um pouco difícil no que respeita às afinações. De forma geral estou satisfeito."

Stigefelt garante não ter ressentimentos para com a Abruzzo, mas admite que espera um melhor tratamento na Aprilia Germany em 2004. "Apenas sinto que vou ser tratado de uma forma mais igualitária aqui," diz. "O Antonhy West, meu companheiro no ano passado, tinha tratamento preferencial por parte da equipa. Até era justo porque os resultados dele eram melhores, especialmente no início da época, pelo que não tenho nada contra eles – tenho uma boa relação com eles. Mas às vezes era um pouco demais."

O primeiro teste da Aprilia Germany com os seus dois pilotos para 2004, Stigefelt e Chaz Davies, foi marcado pelo mau tempo e, consequentemente, por quedas para ambos os pilotos. Contudo, o experiente sueco viu o suficiente para se convencer que a equipa tem o potencial necessário para alcançar o sucesso. "Só foi pena o tempo que se fez sentir e o acidente. Toquei ligeiramente na linha branca e como estava molhada foi o suficiente para cair. Mas o potencial da moto e da equipa é bom. O Chaz é afável e divertido, mas acima de tudo jovem, entusiasta e talentoso, pelo que creio que temos uma equipa forte. Como já disse, sinto que já faço parte da equipa há muito tempo e estou ansioso pelo início da nova temporada".

Tags:
250cc, 2003

Outras actualizações que o podem interessar ›