Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Ducati afirma que o primeiro teste europeu da D16 GP4 foi positivo

Ducati afirma que o primeiro teste europeu da D16 GP4 foi positivo

Ducati afirma que o primeiro teste europeu da D16 GP4 foi positivo

Após testes intensivos na Malásia e Austrália, a Ducati regressou, na passada semana, a terras conhecidas com o intuito de dar à nova versão da Desmosedici a sua primeira oportunidade para correr em solo europeu. A D16 GP4 - que teve o seu primeiro contacto com o calor tórrido no circuito de Sepang seguido pelo clima fresco de Phillip Island - é radicalmente diferente da versão de 2003, que teve uma primeira temporada em MotoGP que surpreendeu tudo e todos, após ter sentido alguns problemas iniciais. Troy Bayliss e Loris Capirossi ficaram satisfeitos com as significativas melhorias nos dois dias de treinos em valência.

Bayliss completou 70 voltas com pneus de corrida tendo registado um tempo de 01m33,56s no primeiro dia, apesar das condições atmosféricas instáveis e dos aguaceiros que se fizeram sentir à tarde. Bayliss conseguiu retirar mais de um segundo ao tempo realizado na qualificação da última corrida do ano passado nesta mesma pista. Uma melhoria do estado do tempo no segundo dia deu ao australiano a oportunidade de correr mais 79 voltas, cobrindo uma distância de mais de 300km e registando novamente um melhor tempo com 01m33,5s.

"No primeiro dia tivemos muito trabalho. Não obstante o vento, consegui realizar muitas voltas", explicou Bayliss. "Continuamos a realizar trabalho com os pneus da frente. Tenho um bom pressentimento em relação aos de 16.5 e 17 polegadas. No segundo dia continuei a testar os pneus da frente e posso afirmar que estamos num bom estádio de desenvolvimento. Ainda necessitamos trabalhar um pouco com a afinação. Depois a Descosedici estará perfeita para o início da temporada".

Capirossi foi um segundo mais lento do que o seu companheiro de equipa, tendo-se concentrado mais no desenvolvimento das afinações das suspensões no primeiro dia. No segundo dia aumentou o ritmo, registando um tempo de 01m33.4s. "Estamos no bom caminho e as nossas ideias são claras", disse o italiano. "No primeiro dia fizemos muito trabalho na suspensão e fiquei muito contente com a afinação da Desmosedici. Não estava a pensar apenas nos tempos por volta, preferi focar-me no desenvolvimento da moto e prepara-la para o campeonato.

"O Segundo dia foi muito intenso mas extremamente positivo. Estou a começar a conhecer a Desmosedici GP4 e a moto está a comportar-se muito melhor agora. Trabalhámos muito na suspensão e chassis e agora a moto está mais estável, ágil e melhorou na travagem. Também nos concentrámos em melhorar a distribuição da potência. Continuaremos a trabalhar nisso no futuro.

Ouça tudo o que os pilotos da Ducati Marlboro Team têm a dizer sobre o desenvolvimento da Desmosedici GP4 nas nossas entrevistas exclusivas em vídeo, clicando no link à direita da página ou entrando na Bzone agora.

Tags:
MotoGP, 2004

Outras actualizações que o podem interessar ›