Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Ruben Xaus sente que já faz parte da comunidade de MotoGP

Ruben Xaus sente que já faz parte da comunidade de MotoGP

Ruben Xaus sente que já faz parte da comunidade de MotoGP

Depois dos primeiros testes na Malásia e Austrália, Ruben Xaus admitiu que os três dias de testes oficiais no circuito da Catalunha ajudaram-no, finalmente, a sentir-se membro de pleno direito da comunidade de MotoGP. Apesar de ter iniciado os testes de pré-temporada tarde e de ter perdido tempo com lesões resultantes de um acidente em Phillip Island, que o impediram de ir para a pista mais cedo, o piloto espanhol conseguiu o oitavo melhor tempo este fim-de-semana e revelou que espera poder atacar os melhores tempos durante o campeonato.

"Para mim foi como um sonho", gracejou o piloto de 26 anos. "Lentamente as coisas estão a compor-se. Quero fazer parte deste campeonato... quero fazer parte do show e não ser apenas mais um. Em Sepang fiquei um pouco surpreso e perdido a ver os outros a andarem. ‘Ali vai o Biaggi!' ou ‘Wow é o Rossi!', depois de apenas os ver na TV.

"Em Phillip Island foi um pouco melhor porque andei bem, com um bom ritmo e já não estavam a fugir-me, Já pude ter referências. Aqui (na Catalunha) consegui ultrapassar alguns e estar no topo das tabelas de tempos com eles. O que posso eu dizer? Estou entusiasmado, a equipa está a trabalhar bem. O Luis D'Antin está a fazer um trabalho estupendo e tenho de agradecer também à Ducati e à Michelin pelo apoio."

Xaus, que acabou em segundo lugar no Campeonato do Mundo de Superbikes no ano passado, integra este ano a WSB Champion juntamente com o colega de equipa Neil Hodgson. O piloto explica que ambos têm bem claro quem são os homens a bater. "Estou em contacto com alguns pilotos que vieram das Superbikes. Somos uns quatro ou cinco e todos estão a ter bons resultados. É bom para mim ter dois pilotos à frente que me podem ajudar, como o Troy Bayliss e o Colin Edwards. Pilotos com quem já tenho corrido anteriormente."

Em relação ao tempo por volta que, com 01m45,073s foi apenas meio segundo mais lento que Valentino Rossi, Xaus acrescentou: "O acidente do McWilliams e o óleo que ficou na pista custou-me uma volta no final já que tinha reservado pneus macios para a última saída para a pista. Esperava poder fazer mais uma volta e não apenas uma como veio a suceder. Julgo que mais trinta segundos teriam sido suficientes para poder ter feito uma outra volta.

"Estou feliz porque rodei no segundo 45 a fundo com um pneu macio. Um pneu que nunca havia utilizado aqui nem na moto, pelo que é positivo. É igualmente positivo porque mais à tarde experimentei pneus de corrida e fiz exactamente o mesmo tempo do que com os pneus macios... Que mais posso pedir? Acho que nada mais!

Para ouvir esta entrevista na integra, clique no link de vídeo no topo da página.

Tags:
MotoGP, 2004

Outras actualizações que o podem interessar ›