Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Nakano olha para o futuro com optimismo

Nakano olha para o futuro com optimismo

Nakano olha para o futuro com optimismo

Depois de iniciar a sua relação com a Kawasaki, Shinya Nakano emergiu como novo líder da equipa. Um papel com o qual o piloto não estava familiarizado, até aqui, no MotoGP. O piloto de 26 anos decidiu finalmente, no final da temporada passada, deixar a Yamaha, com quem havia estado associado durante grande parte da sua carreira e expressou o seu contentamento com a sua decisão em relação ao desafio que tem pela frente. O Team Green completou quatro testes de pré-temporada e em diferentes alturas foi possível observar a evolução da Ninja ZX-RR de 2004.

"Depois dos primeiros testes em Sepang e Phillip Island, fomos para os testes oficiais na Catalunha e Jerez, tendo sido claro que a moto estava a fazer francos progressos", explicou Nakano. "Mudámos de moto em cada traçado porque, como é lógico, é a primeira vez que rodei nos circuitos com a Kawasaki. A moto está bem o que me permitiu controlar melhor e com mais confiança nas curvas. Pedi aos engenheiros que trabalhassem no comportamento da moto na saída das curvas, já que o motor é muito agressivo. No primeiro dia em Jerez notei uma melhoria e fui capaz de estabelecer um bom tempo. Sei que os meus rivais estavam lá e que tinham as motos quase totalmente preparadas para a época, Nós temos de ter consciência que o nosso projecto teve início há pouco tempo e que teremos de trabalhar mais. Contudo há uma excelente atmosfera na equipa."

A marca japonesa trocou de fornecedor de pneus. Os Dunlop deixaram de equipar a equipa sendo agora os Bridgestone quem calça a Kawasaki. Nakano, que sempre utilizou Michellin na Yamaha, terá agora de se adaptar à nova borracha: "Em relação aos Bridgestone terei que dizer que as coisas estão a correr bem. Em Barcelona tinhamos esperança que não tivesse tanto frio, já que naquelas condições atmosféricas é dificil testar compostos com qualquer tipo de consistência. Em Jerez a temperatura estava melhor, encontrámos dois tipos de pneu que gostámos e penso que estamos a ir na direcção certa nesse campo."

Depois do último dia de trabalho em Jerez, no qual não puderam completar todo o programa de testes devido à chuva, Nakano tinha outras ideias no que toca ao apurar da sua forma física no Japão. "Estarei a preparar-me fidicamente até à partida para Welkom, Estou optimista ácerca do futuro. Na primeira corrida quero manter a mesma posição que consegui em Jerez. Quer isto dizer que tentarei alcançar a sétima posição, no mínimo".

Tags:
MotoGP, 2004, Shinya Nakano

Outras actualizações que o podem interessar ›