Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Pedrosa ascende a novo patamar

Pedrosa ascende a novo patamar

Pedrosa ascende a novo patamar

Dani Pedrosa ascendeu a um novo patamar profissional, dando início a uma nova era na sua carreira. Em Welkom, onde se estreou nas 250cc, fez história ao ser o piloto mais jovem de sempre a vencer uma corrida da classe intermédia.

Pedrosa triunfou no betandwin.com Grande Prémio da África do Sul com 18 anos, 7 meses e 11 dias de idade, menos um mês e cinco dias que o británico Alan Carter, que detinha o recorde desde o Grande Prémio da França em 1983.

Em 2001, Marco Melandri, outro jovem talento, esteve muito perto de se tornar o piloto mais novo de sempre a vencer um GP, mas acabou por não o conseguir por muito pouco. O italiano venceu na categoria apenas no Grande Prémio da Alemanha com 18 anos, 11 meses e 15 dias de idade, apenas três meses e um dia mais velho que Cárter.

Durante as várias entrevistas e declarações dadas após a corrida Pedrosa revelou-se surpreso com tudo o que se havia passado: "não sei como é que consegui ganhar," afirmou. O catalão já tinha estabelecido os objectivos para a temporada de forma clara. A primeira prioridade seria recuperar totalmente da lesão que tinha contraído no Skyy Vodka Grande Prémio da Austrália logo após se ter consagrado Campeão do Mundo de 125cc. O forte acidente que sofreu durante os treinos, e no qual partiu os dois tornozelos, lançou uma sombra de dúvidas em relação à anunciada passagem para as 250 esta temporada. O Inverno e o defeso foram passados em recuperação, o que se traduziu em reduzida preparação física e técnica para a troca de máquina.

O segundo objectivo para este ano era a adaptação à nova categoria e à nova Honda sem lugar a grandes preocupações quanto a resultados:

"Não houve altura alguma em que acreditasse que podia vencer. O meu plano era manter-me colado ao Poggiali que, durante os treinos, tinha apresentado uma velocidade mais ou menos igual à minha. Dei o meu máximo para ganhar a maior vantagem possível, pensando que aos poucos os pilotos mais experientes me poderiam apanhar. Contudo, isso não aconteceu. Senti-me sempre bem ao pé do De Puniet e tivemos uma boa luta."

O final da corrida de 250cc foi uma nova experiência para Pedrosa, mas o erro de Porto nas primeiras voltas deixou-o sozinho com De Puniet, que assim podia pilotar de forma mais conservadora. De Puniet já tinha provado que seria um dos melhores pilotos na classe ao apresentar excelentes resultados nas qualificações de Welkom. Ambos os pilotos deram tudo à corrida. O francês iniciou a última volta com alguma vantagem, mas um pequeno erro na última curva deu a Pedrosa uma oportunidade imperdível.

"Esta vitória é a melhor forma possível de regressar à competição. Não podia pedir mais, nem para mim, nem para as pessoas que me acompanharam durante o longo Inverno, apoiando-me todos os dias e dando-me força para este primeiro embate do ano. Tenho de agradecer aos meus médicos, ao meu fisioterapeuta, Alberto, aos meus pais e aos meus amigos. Deram-me a força necessária para atingir o meu objectivo, que era chegar aqui nas melhores condições possíveis."

Os mais jovens vencedores de 250cc

Dani PEDROSA vencedor do GP da África do Sul de 2004 com 18 anos, 7 meses e 11 dias.
Alan CARTER vencedor do GP da França de 1983 com 18 anos 8 meses e 16 dias.
Marco MELANDRI vencedor do GP da Alemanha de 2001 com 18 anos 11 meses e 16 dias. Johnny CECOTTO vencedor do GP da França de 1975 com 19 anos 2 meses e 5 dias.
Valentino ROSSI vencedor do GP da Holanda de 1998 com 19 anos 4 meses e 11 dias.
Johny CECOTTO vencedor do GP da Bélgica de 1975 com 19 anos 7 meses e 19 dias.
Toni ELÍAS vencedor do GP do Japão de 2002 com 19 anos 7 meses e 20 dias.

Tags:
250cc, 2004, BETANDWIN.COM AFRICA'S GRAND PRIX, Dani Pedrosa

Outras actualizações que o podem interessar ›