Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Hodgson e Xaus com início difícil

Hodgson e Xaus com início difícil

Hodgson e Xaus com início difícil

Os estreantes de MotoGP Rubens Xaus e Neil Hodgson tiveram um primeiro Grande Prémio desapontante em Welkom, no passado domingo. Ambos os pilotos chegaram a rodar dentro dos pontos, mas acabaram por ser forçados a abandonar. Os homens da D'Antin viram as suas esperanças cair por terra, primeiro com Xaus e depois com Hodgson foram obrigados a entrar nas boxes com problemas mecânicos na Ducati Desmosedici GP3.

Para Xaus, que no ano passado terminou imediatamente atrás do seu companheiro do Campeonato do Mundo de Supernike, foi particularmente difícil aceitar o resultado dado que, após partir da sexta linha da grelha, o brasileiro chegou a lutar pela 10ª posição.

"É pena porque mostrei bom ritmo durante todo o fim-de-semana e porque podia ter conseguido um bom resultado," comentou Xaus, que regressou à sua casa de Barcelona na terça-feira.

"Tendo em conta a forma como correram, creio que podia ter ficado entre os seis primeiros. Não sou especialista em qualificações, mas nas corridas a história é outra. Fiz um excelente arranque, mas à quinta volta tive de voltar às boxes por causa de um pequeno problema eléctrico. Como costumam dizer, as corridas são assim, ainda há mais 15. A próxima prova é Jerez e prefiro pensar na corrida quando lá chegar."

Hodgson, que já tinha experiência de Grandes Prémios nas categorias de 125cc e de 500cc, foi forçado a entrar para as boxes a 13 voltas do final, numa altura em que estava prestes a concretizar o objectivo de terminar entre os 12 primeiros.

"É frustrante não terminar a primeira corrida, mas a moto começou a apresentar problemas e tive de parar," comentou o piloto britânico. "Seja como for, tenho de continuar a trabalhar porque nunca me senti muito confortável em Welkom, talvez por causa das condições da pista. Ainda estou a aprender e agora tenho de me preocupar com Jerez, que é um circuito que conheço e no qual gosto de correr."

Luis d'Antin, patrão da equipa admitiu que o fim-de-semana foi frustrante para toda a formação, mas mostrou-se satisfeito com as prestações dos dois pilotos: "Começar é sempre difícil e tanto eu como a equipa sabemos que os nossos pilotos têm muito potencial e espero que sejam capazes de o demonstrar brevemente."

"O Ruben foi muito bom durante os três dias e creio que não passou despercebido a ninguém. O Neil também mostrou ser capaz de trabalhar de forma brilhante e não tenho dúvidas que assim chegará a grandes resultados em breve."

Tags:
MotoGP, 2004

Outras actualizações que o podem interessar ›