Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Gibernau com vitória caseira à chuva

Gibernau com vitória caseira à chuva

Gibernau com vitória caseira à chuva

Sete Gibernau conseguiu desenvencilhar-se das condições meteorológicas muito más para vencer a "sua" corrida em Jerez, hoje, à frente de 124,933 fãs que estiveram presentes no circuito desde as primeiras horas da manhã, apesar da chuva não parar de cair. A vitória na segunda corrida do ano fez igualmente com que Gibernau ascendesse ao primeiro lugar do campeonato, com um ponto de vantagem sobre Max Biaggi, segundo classificado – tal como em Welkom, quando Gibernau foi terceiro. Alex Barros completou um pódio totalmente Honda já que Valentino Rossi cruzou a linha de meta em quarto – a primeira vez que falha um pódio desde o GP da República Checa, em Agosto de 2002.

"O principal é que temos 25 pontos mas claro que é muito especial para mim vencer aqui, frente a um público espectacular", comentou Gibernau, o primeiro espanhol a vencer em Jerez desde Alex Crivillé, em 1999. "Para ser honesto, não esperava este resultado porque tivemos alguns problemas com a moto desde a África do Sul que ainda não conseguimos resolver. No entanto, as presentes condições deram-me a possibilidade de fazer uma boa corrida. Ainda temos muito para fazer – não é por termos ganho hoje que o vamos fazer sempre".

Gibernau cruzou a linha de meta com 5,452s de vantagem para Biaggi, mas a corrida foi bem mais equilibrada, com o italiano a correr roda com roda com o espanhol antes de perder algum terreno nas últimas voltas. Com Barros sossegado no terceiro lugar depois da queda de Marco Melandri, a caminho do seu primeiro pódio no MotoGP a oito voltas do final, Rossi teve ainda que defender-se de um ataque do antigo companheiro na Honda, Nicky Hayden, que recuperou de uma má largada para lutar com o italiano pelo quarto posto. Rossi aguentou-se mas caiu para terceiro no campeonato, dois pontos atrás de Biaggi.

Carlos Checa fez um bom arranque a partir da primeira linha da grelha mas acabou por perder posições nas voltas seguintes e terminou em sexto, na frente de Colin Edwards e Kenny Roberts. O "rookie" Michel Fabrizio recuperou de uma ligeira saída de pista para terminar em 10º na sua WCM, enquanto Neil Hogdson teve que abandonar na sua segunda corrida no MotoGP com problemas mecânicos quando era sétimo.

Kurtis Roberts, Makoto Tamada e Jeremy McWilliams também abandonaram, enquanto Troy Bayliss, Ruben Xaus e Shane Byrne não evitaram uma queda, deixando Norick Abe, Loris Capirossi, Alex Hofmann, Nobuatsu Aoki e John Hopkins chegar aos pontos.

Tags:
MotoGP, 2004, GRAN PREMIO MARLBORO DE ESPAÑA

Outras actualizações que o podem interessar ›