Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Max Biaggi relembra os pódios mais saborosos

Max Biaggi relembra os pódios mais saborosos

Max Biaggi relembra os pódios mais saborosos

Max Biaggi registou a semana passada no circuito de Jerez a centena de pódios, juntando-se assim a uma elite de pilotos que atingiram a marca das centenas em Grandes Prémios. Giacomo Agostini (159), Angel Nieto (139), Phil Read (121) e Mike Hailwood (112) são os outros quatro pilotos que atingiram aquela marca, a qual representa para Biaggi bem mais de metade do número de Grandes Prémios que já disputou na sua carreira. O "Imperador Romano" tirou algum tempo para conversar com motogp.com sobre os seus pódios favoritos desde o primeiro de sempre em Mugello, 1992, até ao mais recente.

"Para ser honesto, apenas tomei consciência que havia atingido os 100 pódios quando os jornalistas italianos o referiram na conferência de imprensa após a corrida", comentou Biaggi. "Sabia que estava perto, mas isso não estava na minha cabeça após aquela fantástica corrida.

"O Sete ganhou e mereceu-o inteiramente, embora entenda que não me correu assim tão mal!. Rodámos dois segundos mais rápidos do que os restantes pilotos na nossa volta mais rápida e penso que terá sido uma forma apropriada para chegar aos 100 pódios, embora não me importe de registar o pódio número 101 com uma vitória.

"Lembro-me do meu primeiro pódio perfeitamente, embora tenha sido há 12 anos atrás. Foi uma emoção muito intensa, não apenas porque era a minha primeira vez, mas porque era o Grande Prémio de Itália, em Mugello.

"Foi um pódio inteiramente italiano, com o Luca Cadalora e o Loris Reggiani, mas a emoção dessa corrida haveria de ser largamente ultrapassada mais tarde nessa época quando obtive a minha primeira vitória em Kyalami, África do Sul."

"Não é possível não sentir uma imensa emoção quando se está no pódio – é sempre uma ocasião muito especial. Daí que se tiver de escolher o meu pódio favorito, então a escolha terá que recair sobre a minha primeira vitória na classe das 500cc, na estreia em Suzuka, 1998.

"Era uma das minhas pistas favoritas e durante todo o fim-de-semana a emoção foi em crescendo. Senti-me muito confiante na sexta-feira e conseguiu a ‘pole' no sábado, obtendo ainda a vitória e a volta mais rápida na corrida de Domingo. Na volta de celebração senti que podia tocar o céu com a mão.

"Não obstante tudo isso, sabem que mais? Penso que o meu melhor pódio de sempre está ainda para vir…".

Tags:
MotoGP, 2004, Max Biaggi

Outras actualizações que o podem interessar ›