Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Ducati espera mais tempo seco em Le Mans

Ducati espera mais tempo seco em Le Mans

Ducati espera mais tempo seco em Le Mans

A Ducati Marlboro Team chegou este fim-de-semana a Le Mans com a esperança de, acima de tudo, encontrar condições que lhes permitam desenvolver a Desmosedici GP 4 e inverter o que, até agora, tem sido um início de época desapontante. Em 2003, após duas rondas Loris Capirossi e Troy Bayliss encontravam-se nas 7ª e 4ª posições, respectivamente, mas este ano estão apenas em 8º e 18º depois dos azares em Jerez, na semana passada, e do começou de temporada miserável em Welkom.

A dupla esforçou-se por afinar a GP4 em tempo seco, isto apesar de terem feito progressos com chuva em Espanha – Bayliss foi o mais rápido no warm-up e foi também o homem mais rápido em prova até cair à segunda volta. Além disso, as melhorias também foram interessantes durante os dois dias de testes após o Grande Prémio em que os pilotos contaram com condições climatéricas mistas.

"Jerez não foi fácil," admitiu o Director Desportivo, Lívio Suppo. "Fins-de-semana como este acontecem em corridas. O mais importante é que a moral da equipa está alta e tirámos alguns dados positivos de Jerez, como a velocidade do Troy em molhado, isto além do que aprendemos nos dois dias de testes que se seguiram à prova. No ano passado mostrámos o nosso potencial em várias pistas e estamos determinados a mostrá-lo outra vez este ano."

O Director Técnico Corrado Cecchinelli acredita que Le Mans deverá ser mais favorável à GP4 que Jerez. "Creio que a moto já está melhor que no ano passado em pistas como Le Mans, que é basicamente uma sequência de rectas interrompidas por ganchos muito lentos de 180 graus," diz.

"A GP4 trabalhou bem durante os testes de Inverno de Valência, que também é muito idêntica à de Le Mans. A moto ainda não está perfeita nas curvas rápidas, mas é boa nas lentas. Agora estamos a concentrar-nos no comportamento frontal da moto, para que os pilotos possam atacar bem as curvas rápidas."

"No nossos testes de Jerez trabalhámos a distribuição de pesos, gestão de motor e alguns novos pneus da Michelin. Também fizemos trabalho importante com o Loris e os Michelin frontais de 16,5 polegadas, com os quais ele se sente melhor aos comandos da moto".

Tags:
MotoGP, 2004

Outras actualizações que o podem interessar ›