Compra de bilhetes
VideoPass purchase

McWilliams na moda britânica do MotoGP

McWilliams na moda britânica do MotoGP

McWilliams na moda britânica do MotoGP

A chegada da era dos quatro tempos na MotoGP assistiu ao fluxo de jovens talentos britânicos ao campeonato, dando ao Reino Unido uma renovada esperança de regressar aos dias de glória. O Campeão do Mundo de Superbikes, Neil Hodgson, e o Campeão Britânico de Superbikes, Shane Byrne, deram um passo em frente este ano, juntando-se assim ao veterano Jeremy McWilliams na tentativa de se tornarem nos primeiros pilotos britânicos a lograrem a vitória na classe rainha desde Barry Sheene.

McWilliams, piloto oficial da Aprilia, celebrou o seu 40º aniversário este ano e, onze anos volvidos sobre o seu debute na classe 250, admite que chegou a altura dos pilotos britânicos afirmarem-se num dos mais competitivos desportos do Mundo.

"Não sei ao o que é, mas há um grande interesse em MotoGP no Reino Unido. Penso até que há um grande interesse em MotoGP por toda a parte neste momento, e é certamente a melhor altura para estar envolvido nesta disciplina", comenta McWilliams, o último britânico a vencer em qualquer das classes, graças á vitória no GP da Holanda em 250 cc em 2001.

"Para mim é fantástico, porque se torna um incentivo. Quando temos todos os pilotos britânicos à nossa volta, a primeira coisa que queremos é batê-los. Penso que é a altura certa para militar na MotoGP, e estou orgulhoso do facto de ainda ser um piloto de fábrica com a minha idade. E espero ainda estar por cá mais uns tempos".

"A curto prazo temos de ser competitivos, e independentemente da concorrência damos sempre o nosso melhor. Penso que o Shane (Byrne) demonstra isso melhor que ninguém, ao conseguir levar as coisas para lá dos limites às vezes".

"Não me sinto tão confortável quanto ele neste momento, e espero que venhamos a melhorar nas próximas semanas, porque aproximam-se as corridas de Le Mans e Mugello. Queremos estar em forma para Mugello, pois é como se fosse o nosso GP caseiro."

Para ouvir o resto desta exclusiva entrevista, clique no link de vídeo no topo da página.

Tags:
MotoGP, 2004, GRAND PRIX POLINI DE FRANCE

Outras actualizações que o podem interessar ›