Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Suppo confiante nos progressos da Ducati

Suppo confiante nos progressos da Ducati

Suppo confiante nos progressos da Ducati

Depois de conquistados 30 pontos entre os dois pilotos na três primeiras corridas da temporada a Ducati Marlboro Team mostra-se confiante nos desenvolvimentos levados a cabo na Desmosedici GP4 para Mugello. A equipa acredita também que o factor casa pode melhorar a sua sorte.

Livio Suppo, Director Desportivo da equipa, desfrutou de uma primeira temporada de sonho quando a Ducati iniciou o projecto de Grandes Prémios em 2003, mas até agora tem-se deparado com uma época menos boa, com Loris Capirossi e Troy Baylis a debaterem-se com problemas na moto desde que esta foi lançada no início de Fevereiro.

Contudo, e apesar do breve regresso às máquinas de 2003 durante o teste levado a cabo em Le Mans na semana passada, Suppo continua a acreditar firmemente no projecto de 2004 e insiste que ainda haverá muitas surpresas agradáveis – a começar já na Itália.

"A temporada de 2003 foi de tal forma boa para a Ducati que todos pensaram que estava tudo feito. Mesmo tratando-se de uma época de aprendizagem," diz Suppo.

"Mas, como já disse, foi uma temporada de aprendizagem. Somo mais novos que outras equipas e temos menos experiência que os nossos rivais nesta categoria, trata-se de um processo. Ainda estamos a crescer e o nosso objectivo é continuar a crescer a cada corrida."

"A moto do ano passado foi para a pista em meados de 2002, por isso, quando começámos a correr em 2003 a moto já contava com grande desenvolvimento. Esta época fizemos grandes alterações na moto, isto porque no ano passado sabíamos muito bem que a moto tinha pontos positivos e outros negativos."

"Tentámos melhorar tudo, mas para fazer isso, e porque estamos no início, temos de mudar muitas coisas e nós só começámos os testes em finais de Fevereiro. Além disso, também temos tido pouca sorte com o tempo fortemente marcado pela chuva. Demorámos um pouco mais do que esperávamos, mas tanto nós como os pilotos estamos confiantes que estamos no caminho certo."

"O objectivo principal é construir uma moto competitiva em todas as pistas. Em 2003 a moto era muito boa nas pistas rápidas e com curvas velozes, mas isso já não acontecia nos circuitos como Le Mans."

"Queríamos uma moto boa em todos os traçados. Não é fácil porque temos de encontrar o equilíbrio, o que é muito complicado de encontrar. Temos de trabalhar neste aspecto. Por outro lado é positivo porque aprendemos muito sobre as motos, o que é muito importante para a Ducati."

"No fim de contas corremos para vender motos e para ter mais conhecimentos para construirmos as nossas motos. É normal, são corridas."

"Mugello tem algo de especial, está apenas a alguns quilómetros de Bolonha, e temos sempre um forte apoio dos nossos fãs. É claro que todos gostam de correr em Mugello, há mais pressão, especialmente para o Loris que está a correr em casa, mas também para o Troy que já corre pela Ducati há muito tempo – é quase como um segundo Grande Prémio a disputar em casa."

"É por isso que é algo de especial e esperamos contar com a melhor sorte e com as maiores possibilidades."

Tags:
MotoGP, 2004

Outras actualizações que o podem interessar ›