Compra de bilhetes
VideoPass purchase

A Proton KR e os seus únicos ‘Track Shacks'

A Proton KR e os seus únicos ‘Track Shacks'

A Proton KR e os seus únicos ‘Track Shacks'

O Cinzano Grande Prémio do Rio, disputado no passado fim-de-semana no Brasil, deu à Proton KR a segunda oportunidade de utilizar o seu ímpar conjunto de caixas que usam para enviar o seu equipamento nos voos intercontinentais. Os ‘Track Shacks' transformam-se em escritórios durante o fim-de-semana de corrida, proporcionando uma verdadeira casa fora de casa para mecânicos e engenheiros.

Nesta reportagem exclusiva, o Coordenador Técnico da Proton KR, Les Jones, explica as vantagens dos ‘Track Shacks' e as suas vantagens logísticas nas corridas fora da Europa.

"A razão pela qual os utilizamos é porque conseguimos reduzi-las ao máximo quando voamos para outras pistas," explica Jones. "Antes de utilizarmos este sistema levávamos 25 caixas e agora levamos dois ‘Track Shacks' e cerca de seis caixas."

"Temos uma zona de trabalho onde podemos fazer tudo. Temos uma zona limpa e não precisamos de nos preocupar com instalações no circuito."

"Não as usamos na Europa, só antes de irmos para provas noutros continentes para empacotarmos tudo durante o fim-de-semana. Podemos tirar todos os componentes dos camiões e construir tudo antes de termos de rumar a outro continente."

"Estamos a tentar consolidar todo o sistema, mas ainda temos 9,5 a dez toneladas de equipamento para transportar."

Para ver este vídeo exclusivo clique no link no topo da página.

Tags:
MotoGP, 2004

Outras actualizações que o podem interessar ›