Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Porto relaxa em casa na Argentina

Porto relaxa em casa na Argentina

Porto relaxa em casa na Argentina

Sebastian Porto afirma que está a saborear este período de férias, tentando tirar o máximo partido desta oportunidade rara de passar tempo com a família. O candidato ao título mundial de 250cc passa a maior parte da temporada em Barcelona, mas tentar aproveitar ao máximo a pausa de três semanas entre as rondas nove e dez do campeonato para gozar umas merecidas férias e reflectir sobre uma primeira metade do campeonato muito bem sucedida.

"Aqui agora é Inverno, mas ideia é passar tempo com a família", diz Porto. "Passou muito tempo fora ao longo do ano e por isso sempre que posso venho até aqui. Ainda não sei que visitarei outro local antes de regressar à Europa. Para já estou apenas a desfrutar o facto de poder estar em casa a descansar e a treinar.

"Tenho de trabalhar muito porque ainda sofro com uma lesão que contrai em Mugello, e da qual ainda não estou a 100 por cento. Um problema que me tem impedido de treinar o necessário ultimamente, embora não esteja em má forma. Apenas ainda não estou a 100 por cento. Daí que necessite deste descanso para recarregar baterias.

"Até ao momento as coisas estão a correr bem, embora só no final se possa realmente dizer se as coisas correram bem. Fiz uma boa primeira metade da temporada – Venci duas corridas e obtive a pole em cinco das nove corridas. Talvez a moto não esteja tão consistente como gostaríamos, mas estas coisas acontecem. Agora devemo-nos concentrar nisso para a segunda metade e garantir que estamos na luta pelo título até à última corrida.

"O melhor da temporada até ao momento foi sem dúvida as duas vitórias – em particular a primeira em Mugello. A Honda havia vencido em três corridas consecutivas, mas nós ganhámos para a Aprilia no seu Grande Prémio de casa. O pior tem sido a irregularidade da moto. Na França não estava como devia e sofri uma queda. Em Barcelona as coisas também não nos correram bem. No Brasil, desisti a duas voltas do fim. Não fora essas corridas e a moto tem estado mais ou menos bem e estamos nos três primeiros. Espero conseguir essa posição.

"O objectivo é ainda o de vencer o campeonato. Ainda tenho hipóteses matemáticas de o fazer. Tenho uma desvantagem de 52 pontos para o líder, que não será fácil de recuperar, mas também não é impossível. Espero que tenhamos também um pouco mais de sorte, já que até agora não tivemos nenhuma. Podemos tropeçar numa ou noutra corrida, mas estou certo que estaremos na luta pela vitória."

Tags:
250cc, 2004

Outras actualizações que o podem interessar ›