Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Volta a bordo em Brno

Volta a bordo em Brno

Volta a bordo em Brno

Um dos mais famosos palcos do Campeonato do Mundo e dos poucos a conseguir mudar com sucesso de traçado de citadino para circuito permanente, Brno recebe o MogoGP desde 1987, excepção feita a 1992.

As corridas na região de Brno datam já de 1904, altura em que a cidade é um dos pontos de controlo na corrida Viena-Wroclaw. Em 1930 o circuito de estrada com 29,1 km foi inaugurado e 19 anos mais tarde, depois da Segunda Guerra Mundial, foi encurtado para 17,8 km.

Em 1950 foram introduzidas as corridas de motos e depois da pista ser encurtada para 13,9 km serviu de palco ao primeiro Grande Prémio da Checoslováquia em 1965, uma prova ganha pelo já falecido Mike Heilwood aos comandos de uma MV Agusta.

Apesar da pista ter sido reduzida para 10,9 km, o traçado tornou-se demasiadamente perigoso para Grandes Prémios e a última prova teve lugar em 1982. Nessa altura os planos para a construção de um circuito permanente nos montes próximos à cidade já estavam em cima da mesa.

O novo traçado abriu finalmente me 1987 com o australiano Wayne Gardner a vencer a primeira corrida no circuito de 5,4 km com uma Honda, uma prova que provaria ser crucial na conquista do Campeonato do Mundo. Foram vários os milhares de pessoas a assistirem as essas primeiras corridas, com fãs a virem de todo o antigo Bloco de Leste para ver uma competição internacional.

Com a queda do Comunismo, o even to passou a ser chamado de Grande Prémio da República Checa em 1993 realizando-se sempre neste traçado rápido e ondulante.

Apesar do número de curves e esses, que poderiam levar uma pessoa a pensar que se trata de um circuito lento, Brno é, na realidade, o sexto traçado mais rápido do Campeonato do Mundo de MotoGP com uma velocidade média de 163,7 km/h. A natureza ventosa do circuito é equilibrada pela grande largura da pista.

A largura de 15 metros de um lado ao outro da pista permite aos pilotos fazerem trajectórias que tornam as curvas mais abertas do que realmente são. Além disso, há um certo equilíbrio entre as curvas para a esquerda e para a direita, seis e oito respectivamente, pelo que os pneus utilizados são construídos de forma simétrica para se comportarem sempre da mesma forma ao longo de toda a volta.

Um aspecto crucial para correr neste circuito, que conta com oito esses ao longo de toda a pista, é a afinação da suspensão e chassis para que a moto se torne mais leve. Para permitir isto, é importante que a moto tenha um centro de gravidade baixo e contar com boa afinação da direcção para que seja possível mudar o rumo com rapidez. Mais, como não há curvas demasiadamente rápidas não é necessário encontrar grande estabilidade entre a frente e a traseira da moto.

Contudo, as afinações do motor são de relevante importância. Por um lado o motor tem de apresentar uma entre de potência suave com o acelerador entre os 0% e os 15%. As curvas são muito longas e o acelerador é aberto cedo e com a moto ainda inclinada, pelo que a suavidade da entrega de potência é crucial para garantir elevada velocidade na recta seguinte.

Ao mesmo tempo, esta entrega de potência suave não pode prejudicar a entrega de potência máxima, uma vez que as subidas (há cerca de um quilómetro de subida com uma elevação de 7,5%) significam que o motor tem de dar o seu máximo para atingir altas velocidades nesta subida.

Tags:
MotoGP, 2004, GAULOISES GRAND PRIX ČESKÉ REPUBLIKY

Outras actualizações que o podem interessar ›