Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Gibernau e Edwards debatem-se para encontrar afinação

Gibernau e Edwards debatem-se para encontrar afinação

Gibernau e Edwards debatem-se para encontrar afinação

Os pilotos da Telefónica Movistar Honda, Sete Gibernau e Colin Edwards, mostraram-se frustrados por não conseguirem encontrar uma afinação adequada para as suas RC211V durante esta tarde no Estoril. A dupla ficou-se com o terceiro e oitavo lugares, respectivamente, para a grelha da corrida de domingo, mas dizem que esperam conseguir progredir durante o warm-up.

"Não completámos o trabalho que tínhamos para hoje – foi uma sessão difícil, fizemos muitas coisas, mas não demos os necessários passos em frente para termos um bom ritmo", queixou-se Gibernau, que foi incapaz de melhorar o tempo da grelha provisória de sexta-feira.

"Agora temos de nos sentar com a equipa para ver as causas porque me sentir melhor na sexta-feira do que hoje. Vamos ter de trabalhar muito esta noite e decidir o que vamos fazer amanhã e a Michelin terá de nos ajudar com os pneus também. Vai ser uma corrida difícil e só preciso de melhorar o ritmo que apresentei ontem".

Entretanto, Edwards continua a queixar-se de vibrações que o afectaram ao longo de toda a sessão e diz que vai ter de encontrar uma situação de compromisso para a segunda parte da corrida de forma a contornar o problema.

"Mudámos algumas pequenas coisas na moto trabalhando a partir da base encontrada ontem", explicou Edwards. "Senti-me melhor na moto, mas ainda sinto vibrações, especialmente com pneus de corrida. Ainda não escolhemos a borracha para a prova, mas creio que vou com os macios".

"Apesar de darem menos aderência, as vibrações são menores. Creio que o ritmo da corrida será por volta do segundo 39,5, mas vai ser difícil aguentar o ritmo dos piloto da frente estando tão longe deles".

Tags:
MotoGP, 2004, GRANDE PREMIO MARLBORO DE PORTUGAL, QP2, Colin Edwards

Outras actualizações que o podem interessar ›