Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Toni Elías: O longo caminho de regresso às vitórias

Toni Elías: O longo caminho de regresso às vitórias

Toni Elías: O longo caminho de regresso às vitórias

Toni Elias regressou ao mais alto do pódio no Grande Prémio Marlboro de Portugal neste domingo depois de uma ausência de quase um ano. O espanhol já não vencia uma prova desde o Grande Prémio da Malásia, em Sepang, em Outubro de 2003, na altura aos comandos da Aprilia.

Esta primeira temporada de Elias com a Honda tem sido marcada por várias dificuldades técnicas na sua adaptação à RS 250RW e o jovem não conteve a sua satisfação com o resultado.

"Estou mesmo muito satisfeito com o resultado, há muito que procuro esta vitória e finalmente consegui", disse Elias. "Terminei a sessão de sábado muito bem, mas um problema com a embraiagem não me deixava andar mais rápido. Conseguimos resolver tudo no warm-up e cheguei mesmo a melhor o meu tempo de qualificação apesar da pista estar mais fria".

A vitória de Elias surgiu depois de uma emocionante luta com Sebastian Porto, com o argentino a conseguir alguma vantagem no início, mas depois a ser seguido de perto pelo espanhol em todas as voltas. Elias foi batendo o recorde da pista de forma continuada enquanto trocava de posições com Porto, mas só numa incrível última volta conseguiu escapar ao argentino. Elias chegou a rodar em 1m41,595s, menos 0,620 segundos que o anterior recorde de Manuel Poggiali, um tempo que o colocaria no segundo posto da grelha de partida.

"Vi que o Porto estava muito forte desde o início da corrida e que queria distanciar-se, por isso fiz tudo para me manter colado a ele", explicou Elias. "Aproveitei o cone de ar e planeei a minha estratégia para o final da corrida".

Depois de três pódios nesta temporada, Elias admite que a sua primeira vitória da época, e sétima na classe, já há muito que estava em atraso, mas espera ser capaz de apresentar um final de temporada bem sucedido.

"Há muito que esperava por esta vitória e espero que os problemas que tivemos sejam parte do passado e que não seja o último triunfo do ano. Tenho de agradecer à Honda, à minha equipa, patrocinadores e família que me têm dado sempre grande apoio e nunca perderam a esperança".

Tags:
250cc, 2004, GRANDE PREMIO MARLBORO DE PORTUGAL

Outras actualizações que o podem interessar ›