Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Roberts revela extenção dos ferimentos

Roberts revela extenção dos ferimentos

Roberts revela extenção dos ferimentos

Kenny Roberts está animado e a caminho da recuperação apesar de dolorosa deslocação do ombro esquerdo e feias queimaduras no lado direito do corpo resultantes do dramático acidente da primeira curva em Motegi. O antigo Campeão do Mundo revelou que nada havia a fazer para evitar a queda e promete regressar à acção assim que estiver de novo a 100%.

"Nem sei se fiz um bom arranque ou não – mas foi o errado!" comentou Roberts, que ficará de fora da próxima ronda no Qatar. "Houve alguns pilotos que bateram e provocaram uma reacção em cadeia. Foi o Biaggi que me tocou, mas o meu braço ficou preso entre a roda traseira dele e partes do chassis".

"Foi isso que me puxou para a moto e foi assim que queimei um pouco o pescoço e braço direito no tubo de escape. Quando tirei o braço não conseguia dobrar o cotovelo, mas conseguia virar a mão e o braço, com dores é certo, mas pelo menos tive logo a certeza que não tinha afectado nenhum nervo".

"Fui pelo interior da pista porque sabia que chegaria ao centro médico mais depressa. O Colin ajudou-me a tirar as luvas e vim para a clínica. Tiraram-me raio-X e voltaram a pôr o meu braço no sítio em cerca de 15 segundos. Doeu muito na altura e ainda dói".

"Disseram-me que dentro de algumas semanas já me deve sentir um pouco melhor. Sinto dores em todo o lado esquerdo do meu corpo devido à deslocação e o do lado direito por causa das queimaduras... por isso são várias circunstâncias a ter em conta. Tirando isso até estou bem".

"O acidente nem sequer foi muito depressa, mas são coisas que acontecem. Espero que todos os outros pilotos estejam bem. Vou esperar até estar a 100% para voltar à acção".

Tags:
MotoGP, 2004, CAMEL GRAND PRIX OF JAPAN, Kurtis Roberts

Outras actualizações que o podem interessar ›