Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Michelin espera o inesperado no Qatar

Michelin espera o inesperado no Qatar

Michelin espera o inesperado no Qatar

O Circuito Internacional de Losail representa um novo desafio para os construtores de pneus de MotoGP, já que se trata de uma pista completamente nova com um asfalto também novo, altas temperaturas e níveis inesperados de aderência. Tudo combinado, faz do Grande Prémio Marlboro do Qatar um dos mais difíceis do calendário.

Nicolas Goubert, chefe do departamento de competição da Michelin, diz que a sua única opção será tentar dar o maior número de hipóteses aos pilotos e esperar que eles consigam encontrar um boa afinação para que assim possam escolher a melhor borracha.

"Como todos os novos circuitos, utilizaremos uma abordagem diferente para Losail", explica. "Obviamente que não conhecemos a pista, pelo que não saibamos como é a superfície ou quanto os pneus serão afectados pelo traçado. Daí que levaremos uma gama mais ampla de pneus, dos mais macios aos mais duros, para que possamos estar preparados para todas as eventualidades.

"Losail é no deserto, pelo que a minha preocupação é saber o que sucederá se a areia entrar para a pista. É obvio que a areia diminui a aderência se esta chegar à superfície da pista.

"Se o circuito estiver sujo e ficar limpo com a utilização, não será tão mau. Mas se mais areia vier para a pista na sexta-feira à noite antes da corrida, poderá ser um pesadelo.

"Sabemos que o tempo estará quente, mas estamos preparados para isso. Se a temperatura chegar aos 50º isso não será nada de novo para nós. Já competimos com temperaturas dessa ordem, tanto em, Sepang na Malásia como em Suzuka na corrida de Oito Horas, no Japão.

"O traçado não parece ser nada fora do normal. Pelo que isso não deverá constituir-se como um problema. Nem deve a recta. É longa mas não é como Monza ou o antigo Hockenheim.

"A pista é nova o quer dizer que deverá ser muito suave, o que deverá fazer com que a afinação seja mais fácil. Acima de tudo, deverá ser uma corrida muito emotiva e desafiante para todos – para nós, para os pilotos e para as equipas. Assim em todas as novas pistas, quem conseguir a melhor afinação, mais cedo, terá vantagem sobre os outros e conseguirá escolher os melhores pneus para a corrida."

Tags:
MotoGP, 2004, MARLBORO GRAND PRIX OF QATAR

Outras actualizações que o podem interessar ›