Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Phillip Island: o grande desafio para os pneus

Phillip Island: o grande desafio para os pneus

Phillip Island: o grande desafio para os pneus

Nicolas Goubert, o responsável da Michelin para a competição em duas rodas, diz que o circuito de Phillip Island é uma dos mais exigentes do Calendário do MotoGP para os fabricantes de pneus, em grande parte devido aos grandes ângulos de inclinação combinados com a grande utilização do acelerador. Enquanto a Bridgestone conquistou a primeira pole neste traçado em 2002 com Jeremy McWilliams, a Michelin venceu em todas as nove visitas que fez à pista australiana e quer aumentar esse recorde este fim-de-semana.

"Creio que esta é a corrida mais interessante para nós porque representa um dos maiores desafios para os fabricantes de pneus", diz Goubert. "Também adoramos Phillip Island porque é uma pista muito rápida e aberta, por isso tende a encorajar uma corrida renhida e excitante".

"O circuito é muito exigente nos pneus por causa das longas e rápidas curvas. As motos passam muito tempo na lateral dos pneus, com os pilotos a utilizarem o acelerador, por isso as temperaturas geradas podem ser as mais altas de toda a temporada, dependendo, é claro, da temperatura da pista também".

"Geralmente não está muito quente em Phillip Island nesta altura do ano, mas nunca se sabe. Uma coisa é quase certa – pode parecer um pouco mais frio depois do Qatar e da Malásia!"

"Testámos aqui durante o defeso e cedo ficou claro que os nossos pneus traseiros para 2004 oferecem vantagens nas esquerdas longas. O pneu aumenta a tracção e, consequentemente, entrega mais potência e reduz o derrapar da roda".

"A nossa borracha frontal de 16,5 polegadas também deve ajudar porque tem uma excelente resposta. Boa resposta dá mais confiança aos pilotos para levarem o pneu frontal aos limites e com isso podem atacar as curvas de forma mais agressiva. A velocidade de entrada nas curvas e a meio das curvas é muito importante aqui porque nesta pista o segredo está em manter um ritmo regular. Não é um traçado de fortes travagens e grandes acelerações como noutros casos".

"O bom em relação a Phillip Island é o facto do asfalto não se alterar muito ao longo do fim-de-semana. Ao contrário de pistas como Losail ou Welkom, é um piso muito consistente ao longo de todo o fim-de-semana".

Tags:
MotoGP, 2004, CINZANO AUSTRALIAN GRAND PRIX

Outras actualizações que o podem interessar ›