Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Chuva antecipa fim de teste de MotoGP em Valência

Chuva antecipa fim de teste de MotoGP em Valência

Chuva antecipa fim de teste de MotoGP em Valência

As diversas equipas de MotoGP e 2500cc que permaneceram em Valência depois do último GP da temporada para levarem a cabo o primeiro teste de preparação da época 2005 concluíram o trabalho antecipadamente no segundo e último dia de testes devido à chuva que se fez sentir a partir do meio-dia.

Nicky Hayden foi o único piloto da rodar no Ricardo Tormo depois da chuva aparecer, mas fê-lo com a Honda RC211V. O norte-americano da Repsol Honda, que conta com novos mecânicos para preparar a próxima campanha, revelou-se contente com o novo `staff´ e com a renovação do seu contrato.

"Estou consciente que esta temporada não se fez tudo o que havia para fazer e agradeço à HRC por me ter dado a oportunidade de mostrar todo o meu potencial", disse Hayden, que mostrou as suas intenções ao rodar em 1m33,1s, o melhor crono do teste e ao mesmo tempo dois décimos abaixo do recorde oficial da pista. O seu novo companheiro Max Biaggi quedou-se três décimas atrás e Sete Gibernau a seis, com 1m33,7s.

Valentino Rossi, que ontem obteve o melhor registo da jornada aos comandos da nova versão da Yamaha M1 (1m33,45s) não rodou durante o dia de hoje. Já o seu novo companheiro de equipa Colin Edwards concluiu a estreia com a nova máquina com o melhor tempo de 1m33,9s depois de completar 33 voltas. Também na Yamaha, Toni Elías continuou a adaptação à nova montada de MotoGP acumulando quilómetros para descobrir os segredos da moto. O piloto efectuou um total de 44 voltas ao traçado para acabar com um registo de 1m35,1s.

Os dois pilotos da Ducati de fábrica, Loris Capirossi e Carlos Checa, também deram continuidade ao trabalho. O italiano teve um primeiro contacto com a nova evolução da Desmosedici que ontem tinha sido utilizada pelo piloto de testes Vittoriano Guareschi. A máquina conta com novo sistema electrónico e Capirossi revelou no final do teste grande satisfação com o seu funcionamento e com o potencial do novo componente.

Tempos oficiosos da segunda jornada:

1.- Nicky Hayden Honda 1.33.1 40 voltas
2.- Max Biaggi Honda 1.33.4 46 voltas
3.- Sete Gibernau Honda 1.33.7 38 voltas
4.- Carlos Checa Ducati 1.33.7 40 voltas
5.- Colin Edwards Yamaha 1.33.9 33 voltas
6.- Loris Capirossi Ducati 1.34.8 28 voltas
7.- Toni Elías Yamaha 1.35.1 44 voltas
8.- Marcelino Lucchi Aprilia 1.36.4 25 voltas.

Tags:
MotoGP, 2004

Outras actualizações que o podem interessar ›