Compra de bilhetes
VideoPass purchase

West desejoso por desafio da KTM

West desejoso por desafio da KTM

Ant West está desejoso por dar início ao desafio de desenvolver a primeira KTM de 250cc feita para o Campeonato do Mundo de velocidade depois de ter assinado contrato para correr com o construtor austríaco e as suas famosas cores laranja e negro em 2005.

O jovem de 23 anos está agora em casa na Costa Dourada, na Austrália, a recuperar de lesões no pulso contraídas no mês passado, mas espera retirar o gesso do braço esquerdo dentro de duas semanas para dar então início a um programa de recuperação física para se preparar para o primeiro teste com a KTM marcado para Janeiro.

Juntar-me à KTM é algo que tenho tentado há muito porque nas últimas temporadas tem sido difícil correr contra as equipas de fábrica, disse West, que passou as duas derradeiras épocas aos comandos de uma Aprilia privada depois de um ano ausente em 2002.

Estou grato pelas oportunidades que tive como privado, mas ao mesmo tempo é bom estar finalmente numa formação de fábrica porque têm mais apoio e meios para desenvolver uma moto competitiva.

Fui à fábrica da KTM na Áustria depois de terminar o contrato em Valência. Têm umas afinações muito profissionais com as motos de enduro, motocross e de estrada e foi também interessante ver as linhas de produção em funcionamento.

A moto de 250cc é algo de novo para a KTM e estão todos muito entusiasmados. Deram-se bem no primeiro ano com a 125 e esperam conseguir o mesmo com a 250.

Há algumas pessoas experientes na equipa da KTM e isso vai ajudar-me. Vamos ter alguns desafios pela frente como é de esperar em qualquer nova equipa, mas têm todos noção disto e vamos todos trabalhar arduamente para estarmos sempre a progredir.

Vouo correr com a KTM por dois anos e estou muito satisfeito com isso porque podemos desenvolver a moto durante longo período de tempo. Também vou contar com os bons Dunlop, o que não acontecia antes e isso põem-me ao mesmo nível que os outros pilotos de fábrica.

No próximo ano vou viver na Áustria, perto da fábrica. Há muitas pessoas que falam inglês lá, mais do que na Itália onde tenho vivido nos últimos anos, por isso vai ser mais fácil.

Quanto à lesão contraída na corrida de Sepang em Outubro e agravada alguns dias mais tarde devido a um forte acidente em Phillip Island durante os treinos, West disse: O meu braço esquerdo ainda está engessado desde a queda em Phillip Island. Também fui suturado com 30 pontos no braço direito depois de parte do meu fato se ter rasgado na gravilha.

Desde Phillip Island que tenho tentado descansar o máximo possível para ajudar a recuperação. O gesso deve ser retirado dentro de duas semanas e espero começar logo a fazer fisioterapia, massagens e exercícios de fortalecimento do pulso para estar pronto para testar.

Esta é a primeira vez em muitos anos que tenho tudo tratado antes do Natal. Está tudo resolvido e não podia estar mais satisfeito.

Tags:
250cc, 2004, Anthony West

Outras actualizações que o podem interessar ›