Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Rossi anseia por férias

Rossi anseia por férias

Rossi anseia por férias

Valentino Rossi voltou a testar no circuito de Sepang na passada semana, rodando com a versão de 2005 da Yamaha YZR-M1, juntamente com o seu novo companheiro de equipa, Colin Edwards.

Nesta entrevista exclusiva a motogp.com, realizada no final daquela sessão de testes, ao Campeão do Mundo de MotoGP, este admitiu que foi difícil encontrar a motivação para continuar a trabalhar depois de uma temporada tão intensa como a do ano passado, mas que o desenvolvimento da M1 vale o esforço.

motogp.com: Já de volta aos testes... nem mesmo os campeões do Mundo têm descanso!

VR: Parece que cada ano temos mais testes e mais corridas. Escolhi este trablaho porque pensei que não seria como qualquer outro trabalho, mas está mais difícil a cada ano que passa! Depois da corrida em Valência já fizemos dois dias de testes lá e depois três dias aqui – é tudo muito difícil depois de ter terminado a temporada.

Q. Quais as razões que levaram à realização deste teste?

VR: É um teste muito importante porque precisávamos de testar a nova moto. Já trabalhamos muito esta moto e quanto a mim não é assim tão má. Temos algo de bom. Como todas as motos, é preciso trabalhar muito no início. Sentimos alguns problemas e sempre algo que pode ser melhorado.

Q: Mas passas-te muito tempo dentro das boxes neste teste…

VR: É como começar, bem não do zero, mas a Yamaha fez bastantes melhoramentos e isso mudou muito a moto. Estamos a tentar resolver os problemas mais antigos que sentíamos na anterior M1. No entanto, é preciso tempo. Penso que a base de trabalho é boa. A Yamaha trabalhou no sentido correcto. Contudo, precisamos de melhorar em alguns pormenores.

Q: Onde pediste que melhorassem?

VR: Em primeiro lugar precisamos de mais estabilidade, já que a moto antiga, especialmente no que toca à traseira, é um pouco instável; havia movimento a mais. Já conseguimos resolver este ponto e a moto está agora mais estável, mas ao fazê-lo perdemos um pouco de agilidade. A segunda questão tem a ver com a potência, já que o motor da anterior moto não era assim tão potente quanto isso. Daí que a Yamaha tenha feito uma nova versão. Devo dizer a esta altura esperava já ter um pouco mais de potência. Ainda não é um grande passo. Contudo, é apenas o primeiro protótipo, pelo que poderá ser possível fazer uma melhor no futuro.

Q: Futuro que em primeiro lugar envolve umas férias, não?

VR: A primeira coisa a tratar agora é, sem dúvida, as férias, porque já não tenho forças! Foi uma época muito longa. Começamos aqui a temporada em Janeiro e agora é Novembro e foi sempre sem parar. Temos um pouco menos de dois meses de férias e penso que todos precisamos delas!

Para ouvir esta entrevista na íntegra e ver imagens de Rossi em acção com a YZR-M1 de 2005 em Sepang, clique no link de vídeo que se encontra no topo da página.

Tags:
MotoGP, 2004, Valentino Rossi

Outras actualizações que o podem interessar ›