Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Fiorani confirma a prioridade por Biaggi

Fiorani confirma a prioridade por Biaggi

Fiorani confirma a prioridade por Biaggi

Carlo Fiorani diz que Max Biaggi será a principal carta da HRC na tentativa de rouba o título de Campeão do Mundo de MotoGP de Valentino Rossi e da Yamaha em 2005.

Biaggi foi ontem confirmado como companheiro de equipa de Nicky Hayden na equipa oficial Repsol Honda e o director desportivo da fábrica japonesa afirma que o italiano terá o máximo apoio possível.

"A HRC tem de puxar apenas numa direcção, senão perderemos outra vez, daí que seja importante apoiar um piloto", começou por dizer Fiorani.

"É assim que a Honda sempre funcionou. O que os pilotos nos dizem é importante para levarmos de volta ao Japão e usar no desenvolvimento das motos com os pilotos de testes. Mas o resultado desse esforço tem de estar centrado num só piloto.

"Foi o que sucedeu com o Mick Doohan, e com o Valentino Rossi e será o mesmo com o Max Biaggi. Ele tem um estilo muito próprio, muito técnico e pensamos que será perfeito para desempenhar este papel."

Fiorani afirmou igualmente que a Biaggi juntar-se-á Ery Kanemoto, na qualidade de director técnico da Repsol Honda mas disse não poder comentar nada oficialmente sobre esse assunto. "Nada posso dizer sobre o Ery neste momento", disse. "Mas o primeiro teste é já esta semana e todos poderão ver a estrutura da nossa equipa nessa altura."

A ansiada chegada de Kanemoto completa uma profunda reestruturação na equipa, onde também o ex engenheiro de telemetria de Nicky Hayden é promovido a mecânico chefe no lugar de Trevor Morris. De facto, cerca de 70% do pessoal técnico da equipa foi substituído e Fiorani vê estas alterações como factores chave para trazerem à equipa um ímpeto novo para esta temporada.

"Ramon Forcada saiu porque o Alex Barros quis leva-lo para a equipa do Sito Pons, mas as outras saídas tiveram muito a ver com motivação. Algum daquele pessoal estava a trabalhar com a Honda há muito tempo e sentimos que já haviam perdido a motivação.

"Também foi importante o facto da Honda achar que é de extrema importância que o piloto e a sua equipa tenham confiança mútua – o aspecto técnico é apenas parte de um todo. O Nicky Hayden está muito contente por trabalhar com o Pete Benson e isso é muito importante."

Fiorani afirmou igualmente que a equipa havia sofrido um grande golpe quando o experiente chefe dos mecânicos, Jeremy Burgess seguiu Rossi na sua ida para a Yamaha, acrescentando que este baralhar serviu igualmente para resolver esse problema. "A perda do Jeremy foi muito, muito prejudicial para nós", disse.

"Para ser sincero, penso que os meus colegas japoneses não perceberam o quão importante foi a perda dele na altura. Foi um erro deixá-lo ir e manter alguns dos mecânicos. Mas agora sentimos que temos uma equipa muito motivada e pronta para o desafio."

A equipa Repsol Honda inicia a sua preparação para a nova temporada juntamente com algumas equipas rivais no circuito de Sepang na Malásia este fim-de-semana e Fiorani expressou o quão importante é este primeiro teste.

"Iremos testar a 23, 24 e 25 de Janeiro e será importante para ver a recuperação da condição física do Max. A fractura já está curada, mas o tornozelo ainda lhe dói bastante, daí que a única pergunta que ainda subsista seja como é que ele se vai dar com a moto.

"Penso que a sua motivação e adrenalina vão fazê-lo conseguir. De todas as formas estamos muito satisfeitos que o Max esteja presente porque é importante ter desde já um rumo para o desenvolvimento da nova Honda RC211V."

Fiorani acrescentou ainda que todos os pilotos Honda terão à sua disposição motos de 2004 na Malásia e no teste seguinte que será em Phillip Island, na Austrália. A versão de 2005 só deverá ser disponibilizada quando a marca regressar a Sepang no próximo mês.

"A ideia é testar alguns melhoramentos na moto de 2004 neste teste e em Phillip Island, para que possamos levar essa informação de volta ao Japão e utilizar na construção nas motos de 2005. Depois, em Fevereiro, já poderemos testar a moto de 2005 pela primeira vez", concluiu.

Tags:
MotoGP, 2005, Max Biaggi

Outras actualizações que o podem interessar ›