Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Ducati encontra-se com imprensa em Itália

Ducati encontra-se com imprensa em Itália

Ducati encontra-se com imprensa em Itália

Antes de regressar aos testes este fim-de-semana em Sepang, a Ducati Marlboro Team passou alguns dias em Madonna di Campiglio num evento com a imprensa internacional.

Na quarta-feira Loris Capirossi e Carlos Checa tiveram o primeiro contacto com a imprensa este ano, em conjunto com o CEO da Ducati Corse Claudio Domenicali.

Dominicali falou do trabalho feito durante o Inverno e da nova parceria da equipa com a Bridgestone. "Fomos guiados por nova filosofia durante o design e construção da moto com que vamos correr este ano: em comparação com a GP4, a GP5 é uma evolução, não uma revolução", declarou Domenicali.

"Por exemplo, a solução técnica mais recente testada em Valência em Novembro passado, e que ainda está a ser desenvolvida, não muda por completo o comportamento da moto, principalmente tendo em conta a mais importante mudança que operámos: os pneus. A Bridgestone será um importante parceiro para nós e com o qual estabelecemos desde logo uma excelente relação".

A reunião serviu também para Domenicali anunciar um importante projecto, cujos detalhes estão actualmente ainda a ser definidos: a Equipa de Teste de Pneus que será criada em colaboração com o fabricante japonês de pneus. Este projecto, que surgiu devido ao compromisso das duas companhias em desenvolverem pneus, vai contar com o japonês Shinichi Itoh como piloto oficial de testes e terá uma equipa de técnicos dedicada, incluindo um engenheiro da Ducati Corse.

Loris Capirossi está pronto para atacar a terceira temporada com a equipa de Borgo Panigale com renovado entusiasmo, como ficou bem claro pelas suas declarações. "Passar para a Ducati em 2003 foi muito importante para mim: tenho orgulho em fazer parte desta família, na qual encontrei um grupo de pessoas competentes e apaixonadas", disse Capirossi.

"O primeiro ano foi fantástico, mas em contrapartida o segundo foi algo difícil no início. A empresa reagiu bem, continuou unida e trabalhámos muito até encontrarmos o equilíbrio que queríamos. Estou satisfeito com os Bridgestone, em particular com os frontais que se adaptam bem ao meu estilo de pilotagem. Ainda é cedo para fazer previsões, mas de momento posso dizer que estou satisfeitos e certo que em breve estaremos competitivos".

Carlos Checa admitiu ter um fraquinho pela marca de Borgo Panigale. Depois de um primeiro contacto entre ambas as partes há dois anos, o piloto espanhol pode agora vestir, finalmente, as cores da Ducati Marlboro Team. Desde logo a entrar no ritmo da Desmosedici, Carlos conseguiu estabelecer uma boa relação com a nova equipa e está pronto para desenvolver a GP5.

"Sempre me senti atraído pela Ducati e estou deliciado por estar com eles agora", declarou Checa de sorriso nos lábios. "Desde os primeiros testes efectuados em Espanha que me sinto bem com a equipa e a nova moto. É claro que ainda é cedo para dizer o que vai acontecer; ainda temos muito trabalho pela frente, mas estou muito motivado e preparado para o desafio".

Depois da conferência de imprensa os pilotos e jornalistas presentes tiveram a oportunidade de gozar uma tarde tranquila na neve de Madonna di Campiglio. Na quinta-feira a Desmosedici GP5 será apresentada nas pistas de ski, rodeada pelo cenário arrebatador dos Dolomites neste primeiro vislumbre da arma da Ducati para o desafio 2005 de MotoGP.

Tags:
MotoGP, 2005

Outras actualizações que o podem interessar ›