Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Ducati mostra Desmosedici GP5

Ducati mostra Desmosedici GP5

Ducati mostra Desmosedici GP5

A temporada de MotoGP da Ducati teve hoje início no glaciar Grostè a uma altitude de 2470 metros, onde a Desmosedici GP5 surgiu pela primeira vez rodeada pelas espectaculares montanhas Dolomite no norte de Itália.

"A moto com que Loris Capirossi e Carlos Checa irão participar no Campeonato deste ano é o resultado de uma evolução e não uma revolução em relação à GP4", explicou ontem, durante uma conferência de imprensa o CEO da Ducato Corse, Domenicali.

"Aprendemos com erros do ano passado, quando chegamos aos primeiros testes de Sepang com uma moto completamente diferente da anterior e sem hipótese de voltar atrás.

"A Desmosedici GP5 é o resultado do esforço da última temporada quando, embora as dificuldades sentidas, não perdemos a esperança e encontrámos um equilíbrio que estávamos buscando, como aliás ficou demonstrado pela melhoria de resultados nas últimas corridas e os dois pódios conseguidos no final da temporada.

"Os estudos que levaram à criação desta moto seguem o princípio da reversibilidade, o que nos permite emendar um caminho a qualquer altura e estabelecer comparações com soluções prévias."

De facto a moto difere muito pouco da sua antecessora, em especial aquela que realizou o último GP da época passada disputado em Valência, excepção feita ao chassis e ao braço oscilante. Inovações que integram já a Desmosedici GP5.

O chassis encontra-se agora preso ao pivot do braço oscilante, ao contrário da GP4. Isto já foi testado em Phillip Island mas sê-lo-á novamente pelo Checa e Capirossi na Malásia, para ver como funciona em pneus Bridgestone.

Finalmente o sistema para monitorizar o motor é novo e permite um melhor cálculo da potência para estratégias de corrida mais sofisticadas. Tem vários níveis de utilização, mas está em linha com a decisão de continuar o desenvolvimento um passo de cada vez, deixando aberta a possibilidade de se trocar componentes em qualquer momento.

O software que está actualmente a ser utilizado não é muito diferente ao que equipava a GP4, apenas mais complexo, com evoluções ao nível das especificações a estarem a ser igualmente desenvolvidas.

Outras inovações que estão neste momento a ser desenvolvidas pela Ducati são um novo motor que já se encontra em testes, e que poderá ser utilizado na segunda metade da temporada.

O pacote aerodinâmico da GP5 também sofreu algumas modificações: depois de terem sido efectuados testes no túnel de vento, deverão surgir novos componentes que pretendem melhorar a maneabilidade da moto. Soluções que deverão surgir pela primeira vez nos testes oficiais a realizar em Barcelona (18 a 20 de Março).

Tags:
MotoGP, 2005

Outras actualizações que o podem interessar ›