Compra de bilhetes
VideoPass purchase

McWilliams participa com uma Stobart Honda no BSB

McWilliams participa com uma Stobart Honda no BSB

McWilliams participa com uma Stobart Honda no BSB

Jeremy McWilliams não participará no Campeonato do Mundo de MotoGP de 2005 ao assinar um contrato com a Paul Bird Motorsport para competir no British Superbike Championship (BSB) com uma Stobart Honda.

McWilliams é o piloto britânico da sua geração com mais sucesso em GPs, ao conseguir um total de 684 pontos em 150 participações, incluindo seis pódios e uma vitória. Esta, conseguida em 2001 na Holanda, fez com que fosse o primeiro piloto britânico a vencer uma corrida do Campeonato do Mundo desde Ian McConnachie em 1986. Uma estatística que ainda hoje se mantém.

"O BSB perde apenas em notoriedade para o MotoGP e estou satisfeito por competir nele esta temporada" disse o piloto de 40 anos de idade, que recusou um elevado número de muito boas ofertas para participar no BSB, enquanto esperava por um lugar em MotoGP em 2005.

"Tenho estado a aguardar por correr no BSB há já alguns anos e agora foi o caso de esperar pelo lugar certo com a equipa certa. A Stobart Honda encaixa na perfeição nesta descrição. Tenho de agradecer ao Paul por ter esperado enquanto tudo se resolvia. Ambos queremos vencer o Campeonato este ano. Faremos o que for necessário para o conseguir."

McWilliams começou a correr em 1988 antes de começar a competir no Campeonato Britânico. Competiu com uma moto de 250cc em 91 e 92 antes de se mudar para a Ducati competindo em algumas corridas no Supercup Championship. Daí, ascendeu aos GPs onde ficou até ao final da temporada passada. O facto de não ter competido no Reino Unido nos últimos anos faz com que a maioria das pistas sejam novas para ele e necessite de um período de aprendizagem. Um desafio que o piloto diz ansiar.

"Há pistas que nem sequer conheço e mesmo aquelas que conheço, já sofreram muitas alterações, daí que as coisas poderão ser interessantes", explicou. "Um dos meus maiores pontos fortes no Campeonato do Mundo foi a capacidade de aprender rapidamente as pistas, pelo que não vejo que isso seja um problema. De facto, anseio por isso. O outro factor é que estou encantado por estar de volta a pilotar uma Honda outra vez. Acredito que temos o material necessário para querer o título."

O piloto junta-se a Gary Mason e Michael Laverty numa equipa de três pilotos no BSB com o Brid, um homem de negócios, à frente da equipa.

"O Jeremy sempre foi a minha primeira escolha e ofereci-lhe o lugar em primeiro lugar", revelou Bird. "Claro está que estávamos interessados também no Shakey Byrne e no Gregorio Lavilla, já que nunca pensei que tivéssemos hipótese de assinar um contrato com um piloto da craveira do Jeremy. Algo que levou muito tempo e paciência mas estou satisfeito por o ter conseguido. É um piloto com muita experiência e dará uma nova dimensão à equipa."

O BSB tem normalmente 13 rondas e atrai multidões de 25 mil fãs por corrida. Bem como milhões de espectadores. O director de corrida do BSB, Stuart Higgs, ficou muito satisfeito com a notícia:

"Ter um piloto com a inquestionável qualidade do Jeremy trará mais qualidade ao campeonato. Temos agora um mix de pilotos de GPs e de WSB, ao lado de pilotos que sempre competiram no BSB e alguns novos talentos, o que demonstra que o BSB é, provavelmente, o Campeonato mais competitivo. Mal posso esperar por Brands Hatch em Março."

Depois de testar com a sua nova equipa, McWilliams pilotará a Stobart Honda Firebladena ronda inaugural do campeonato em Brands Hatch em Kent na segunda-feira de Páscoa a 28 de Março de 2005.

Tags:
MotoGP, 2005

Outras actualizações que o podem interessar ›