Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Rossi contente por estar de volta

Rossi contente por estar de volta

Rossi contente por estar de volta

Valentino Rossi estava já suficientemente recuperado para continuar os testes em Sepang no domingo, depois de não ter podido dar o seu contributo à equipa no segundo dia devido a doença. O actual Campeão do Mundo ainda não estava a 100% mas conseguiu realizar 35 voltas, incluindo uma longa série, antes de dar por concluído o dia às 16 horas.

"Infelizmente apanhei um vírus ontem a não fui capaz de testar", explicou Rossi, que hoje foi o quarto mais rápido com um tempo de 2m01,275. "Senti-me um pouco melhor hoje e esta manhã fizemos um bom trabalho. Fizemos algumas boas voltas e uma simulação de corrida, mas comecei a sentir-me cansado nas últimas cinco voltas.

"A moto é boa e tenho um bom pressentimento com ela. Resolvemos alguns problemas e experimentamos novos pneus. Agora preciso de descansar um pouco para que possa estar pronta para testar em Phillp Island."

A Gauloises Yamaha Team segue agora para outros tr~es dias de testes desta feita em Phillip Island, circuito que o chefe de equipa de Rossi, o australiano Jeremy Burgess bem conhece.

"Não conseguimos ver tanto como gostaríamos devido a termos perdido um dia, mas o que fizemos foi muito bom", disse Burgess. "Confirmamos algumas coisas do último teste e estou certo que demos um passo em frente este fim-de-semana. Trabalhamos principalmente os pneus e na afinação da moto.

"A Michelin desenvolveu bons pneus. Agora vamos para Phillip Island e penso que temos o mesmo objective que qualquer outra equipa da grelha; ter a moto pronta para a primeira corrida em Abril!"

Colin Edwards, colega de equipa de Rossi, continuou a trabalhar até um pouco mais tarde e terminou o teste satisfeito com os progressos registados e uma longa série de voltas completada.

"A simulação de corrida foi dura e tive de respirar um pouco a certa altura", disse Edwards, que obteve um tempo de 2m01,641s, ao cabo de 81 voltas. "Penso que fiz seis voltas mais lento do que poderia ter sido.

"81 voltas é muito para um dia só, em especial se estivermos a falar do terceiro dia de testes, mas necessitávamos imenso de fazer este teste para obtermos informação vital para o desenvolvimento da moto. Ainda estamos a trabalhar na nova moto, mas sinto-me muito mais satisfeito e os avanços estão a surgir.

"A moto esteve bem todo o dia, muito consistente e os pneus que a Michelin nos deu são fantásticos. Estou pronto para o novo cenário de testes na Austrália!"

O director da Gauloises Yamaha Team, Davide Brivio acrescentou: "Depois de três testes seguidos em Sepang, será bom ver como a nossa nova máquina se comporta noutra pista. Não obstante a doença do Valentino, fizemos um bom trabalho com ambos os pilotos.

"Ambos fizemos uma simulação de corrida e recolhemos muita informação. Agora vamos para Phillip Island para testar outra vez no próximo fim-de-semana onde continuaremos a nossa preparação para a próxima temporada."

Tags:
MotoGP, 2005, Valentino Rossi

Outras actualizações que o podem interessar ›