Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Suzuki leva as GSV-R ao máximo das suas potencialidades

Suzuki leva as GSV-R ao máximo das suas potencialidades

Suzuki leva as GSV-R ao máximo das suas potencialidades

O Team Suzuki MotoGP colocou as novas GSV-R sob um intenso programa de testes em Sepang na passada semana, analisando todos os aspectos da moto para dar aos técnicos e pilotos informação relativa ao desempenho e capacidades de maneabilidade.

Um novo motor e controlo de sistemas foram testados juntamente com os novos pneus traseiros e dianteiras da Bridgestone e o director de equipa, Paul Denning mostrava agradado com os resultados.

"Estes testes de Sepang deram-nos resultados muito positivos e estão a ajudar a equipa a estabelecer uma base de trabalho firme e competitiva para abordar a próxima temporada", comentou Denning. "Estou particularmente satisfeito com a forma como a equipa está dar-se bem e com o feedback dos pilotos e engenheiros".

"O apoio da Bridgestone esta semana foi fantástico. A humidade e calor que se fizeram sentir levaram os pneus ao estremo e eles responderam na perfeição".

"Estamos todos ansioso pelos próximos testes para ver o desenvolvimento da GSV-R e o nosso objectivo é fazê-la tão competitiva quanto possível para a primeira corrida a disputar em Jerez. Temos de nos refinar o todo e concentrar as nossas atenções na maneabilidade e aceleração".

A Suzuki sabe o que precisa para dar mais esse passo, os pilotos são ambos capazes e há um sentimento generalizado de entusiasmo no Team Suzuki MotoGP".

Kenny Roberts e John Hopkins mostravam-se ambos satisfeitos com os progressos registados desde que visitaram aquele circuito no passado mês. Roberts rodou em 2n02,07s em pneus de corrida, mais de um segundo mais rápido do que o actual recorde detido pelo actual Campeão do Mundo, Valentino Rossi.

"Estamos a dar tudo o que temos para tirar o máximo partido da GSV-R", disse o ex Campeão do Mundo. "A moto tem muito potencial e é capaz de registar bons tempos. O objectivo agora é fazer com que esses tempos se mantenham ao longo de uma corrida. As boas notícias são que a Suzuki sabe exactamente o que deve fazer para o conseguir".

Hopkins rodou em 2m02,19s – 2,5s mais rápido do que o seu tempo por volta de corrida em Sepang no ano passado e estava igualmente satisfeito com o seu desempenho.

"A GSV-R está a evoluir muito bem e eu também. Cada vez que rodo sinto-me mais capaz e a moto cada vez mais potencial. Andámos muito nos últimos dias e agora sabemos exactamente qual o caminho que temos de seguir para tornar a GSV-R ainda melhor".

Tags:
MotoGP, 2005

Outras actualizações que o podem interessar ›