Compra de bilhetes
VideoPass purchase

D'Antin satisfeito após teste do Qatar apesar do acidente de Rolfo

D'Antin satisfeito após teste do Qatar apesar do acidente de Rolfo

D'Antin satisfeito após teste do Qatar apesar do acidente de Rolfo

A equipa D'Antin Ducati está de volta a Espanha depois de uns atarefados três dias de testes no circuito de Losail no Qatar. O rookie italiano, Roberto Rolfo realizou progressos na sua Desmosedici ao melhorar os seus tempos por volta a cada dia de testes. No entanto, sofreu uma queda a alta velocidade devido ao rebentamento de um pneu.

Rolfo estava nervoso mas ileso e o director de equipa Luís d'Antin mostrava-se satisfeito com o trabalho realizado neste segundo testes de pré-temporada.

"O roberto registou progressos no Qatar. Ele já começa a perceber as diferenças entre uma moto de MotoGP e uma da 250cc", comentou aquele ex piloto.

"Os seus tempos por volta provaram-no, já tendo conseguido um desempenho a bom nível. No último dia, rodou em 1m59.7s – apenas três segundos atrás de Tamada, que realizou o seu melhor tempo em pneus de qualificação. Também temos de levar em linha de conta o facto de ainda estarmos a utilizar a Desmosedici de 2003. Nos testes oficiais de MotoGP em Barcelona, já devemos ter à nossa disposição a versão de 2004 e será uma boa oportunidade para mostrarmos o nosso potencial."

"Daí que estejamos muito satisfeito com o trabalho realizado até agora. No entanto, sabemos que há ainda muito por fazer. Estamos também ansiosos pelos avanços que a Dunlop possa fazer."

Sobre o acidente de Rolfo, Luís d'Antin mostrou-se reticente em dar pormenores técnicos, mas lá foi dizendo: "Este tipo de acidente pode suceder quando se está num processo de teste de pneus. Não entrarei em pormenores técnicos, já que cabe à Dunlop explicar, contudo os seus técnicos sabem exactamente o que se passou e isso permite-nos continuar o nosso trabalho, com diferentes tipos de borracha."

"Claro que não queremos ter outro acidente deste género, mas como já disse, tudo pode acontecer como já vimos em Mugello no ano passado em que a Bridgestone teve alguns problemas", acrescentou d'Antin. "Felizmente o Roberto está bem ainda que esteja um pouco dorido."

Não obstante este acidente, o espanhol mostrou-se satisfeito com estes primeiros dias de colaboração com a Dunlop. "A minha primeira impressão é melhor do que poderia esperar – ao ouvirmos dizer que a Dunlop estava muito atrás dos outros fabricantes de pneus. Não é verdade. Claro que ainda há um longo e árduo caminho a percorrer."

Tags:
MotoGP, 2005

Outras actualizações que o podem interessar ›