Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Pedrosa com total apoio da marca nos testes de motor da Honda 250

Pedrosa com total apoio da marca nos testes de motor da Honda 250

Pedrosa com total apoio da marca nos testes de motor da Honda 250

Todas as motos da Honda que irão participar no Campeonato do Mundo de 250cc esta temporada fizeram-se à pista num dia solarengo mas frio no circuito de Valência. As motos de fábrica testaram a versão de 2005 da vencedora RSW250, cujas principais alterações se prendem com o motor e a suspensão, enquanto que as equipas não oficiais testaram o kit posto á disposição pela marca.

O actual Campeão do Mundo, Dani Pedrosa, juntou-se em pista ao colega na equipa Telefonica Movistar, Hiroshi Aoyama, enquanto que o duo da Fortuna Honda, composto por Hector Barbera e Jorge Lorenzo também estiveram em pista. A estas duas formações, juntou-se uma terceira equipa oficial da Honda no Campeonato do Mundo, com Andrea Dovizioso e Yukio Takahashi, ambos a realizarem as suas estreias em 250 esta temporada. Ambos tiveram algum azar que veio a afectar todos os restantes pilotos presentes.

Na abordagem à primeira curva em terceira velocidade, o novo motor da moto de Dovizioso teve um problema de caixa de velocidades que acabou por deitar óleo para a pista, no qual o seu colega de equipa acabaria por escorregar. Uma situação que provocou a queda do piloto japonês. A demora que se seguiu na retoma dos trabalhos, deveu-se não só à limpeza do pavimento, mas também ao facto dos engenheiros da Honda tentarem perceber se a nova máquina estava ou não a trabalhar a 100% e se iriam surgir mais problemas.

Os pilotos acabariam por perder duas horas na espera. Pedrosa resumia assim o estado de espírito: "Os problemas com o Dovizioso fizeram com que acabássemos por perder a melhor parte do dia em termos de condições, já que era nessa altura que estava mais calor. O acidente quebrou o ritmo. No entanto, como o dia de hoje estava destinado a perceber se a moto estava a trabalhar bem, não teve assim tanto problema. Sabe sempre bem depois de um mês ausente. Apenas espero que as condições se mantenham estáveis amanhã e que tenhamos mais tempo para testar!"

Às motos da Honda juntaram-se as Aprilia de Guintoli, Baldolini e Sekiguchi. Os testes continuam amanhã naquele mesmo circuito.

Tempos oficioso fornecidos pelas equipas

1. Alex Debon – Wurth Honda BQR: 1'37.3 / 54 voltas
2. Dani Pedrosa – Telefonica Movistar Honda: 1'37.7 / 35
3. Jorge Lorenzo – Fortuna Honda: 1'37.8 / 47
4. Hector Barbera - Fortuna Honda: 1'37.8 / 50
5. Hiroshi Aoyama – Telefonica Movistar Honda: 1'38.2 / 35
6. Andrea Dovizioso – Kopron Team Scot: 1'38.5 / 24
7. Sylvain Guintoli – Equipe GP de France: 1'38.5 / 54
8. Alex Baldolini – Campetella Racing: 1'39.3 / 45
9. Yuki Takahashi – Kopron Team Scot: 1'39.8 / 37
10. Taro Sekiguchi – Campetella Racing: 1'39.9 / 70
11. Radomil Rous – Wurth Honda BQR: 1'40.8 / 13
12. Dirk Heidolf – Castrol Honda Kiefer Racing: 1'42.48 / 69.

Tags:
250cc, 2005, Dani Pedrosa

Outras actualizações que o podem interessar ›