Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Yoda: "A Kawasaki tem de vencer pelo menos uma vez este ano"

Yoda: 'A Kawasaki tem de vencer pelo menos uma vez este ano'

Yoda: "A Kawasaki tem de vencer pelo menos uma vez este ano"

Depois de estar com a Yamaha por mais de 25 anos, o conhecido engenheiro Ichiro Yoda juntou-se à Kawasaki Racing Team em Janeiro. Reunindo-se a Shinya Nakano, que obteve o título japonês com o seu apoio em 1998, Yoda tem agora pela frente um novo desafio com a marca sedeada em Akashi.

No início da semana, motogp.com falou com o japonês durante os testes de Valência e abordou a sua transferência para a Kawasaki, os progressos registados com o novo motor e os objectivos da equipa para 2005.

"Trabalhei com a Yamaha mais de 28 anos e estou a ficar velho… daí que pensei que seria a altura de experimentar algo diferente. Optei por deixar a Yamaha no final da temporada passada", explicou Yoda.

"Espalhei a notícia da minha reforma por todos aqueles que conheço, mas depois tive uma oferta da Kawasaki Racing Team. Depois comecei a falar com as pessoas envolvidas e acabei por ingressar neste projecto."

Na pré-temporada, a Kawasaki trabalhou sobretudo na versão linear do novo motor de 4 cilindros – uma configuração similar à que a Yamaha utilizou no ano passado.
"No início no ano, a Kawasaki introduziu o motor big bang e até ao momento, as coisas correram bem. Mas ainda temos coisas por resolver. Depois de falar com o Nakano, penso que poderemos conseguir bons resultados."

"Este ano o projecto da Kawasaki é muito ambicioso, precisamos deste desafio. Estamos com grande expectativa para este ano e penso que devemos vencer pelo menos uma corrida."

Tags:
MotoGP, 2005, Kawasaki Racing Team

Outras actualizações que o podem interessar ›